Avicultor reivindica acesso a trigo

Fonte:  Correio do Povo

José Eduardo dos S.<br /><b>Crédito: </b> EDUARDO SEIDL / CP MEMÓRIA
José Eduardo dos S.
Crédito: EDUARDO SEIDL / CP MEMÓRIA

Em busca de alternativas para driblar a alta do preço do milho, a Associação Gaúcha de Avicultura (Asgav) pediu à Conab que libere o acesso de agroindústrias a leilões de trigo. Em carta enviada ao presidente da Conab Evangevaldo Moreira dos Santos, na quinta-feira da semana passada, o setor sugere ainda mudança no texto do edital dos leilões para contemplar o setor agroindustrial avícola, fábricas de rações para aves e ovos. Hoje estão aptas a participar apenas indústrias moageiras. A Conab informou que recebeu a carta, mas ainda não há definição sobre o assunto.
Segundo o diretor executivo da Asgav, José Eduardo dos Santos, o pedido é de caráter emergencial. Ele explica que, neste ano, a saca de 60 kg do milho não baixou de R$ 30,00. Já a saca de 60 kg de trigo, na última semana, segundo a Emater, registrou preço médio de R$ 24,18. "Não só o setor avícola, mas também o suinícola merece outra visão do governo. Ambas podem complementar a ração com trigo."
O presidente da Fecoagro e da Câmara das Culturas de Inverno, Rui Polidoro Pinto, avalia como positivo outras cadeias se interessarem pelo trigo. Segundo ele, o assunto foi tratado em reunião de cooperativas, sexta-feira, no Paraná, e volta a pauta dia 23, em Brasília. "Os leilões podem ser ajustados."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *