Audiência do Leite acaba com cobranças por novo RIISPOA

A revisão do RIISPOA (regulamentação da inspeção industrial e sanitária de produtos de origem animal) foi o ponto de consenso e a grande cobrança da audiência pública da Comissão de Agricultura que debateu, nesta terça-feira, 17, a confiabilidade na cadeia produtiva do leite.

O proponente da reunião e presidente da Subleite, deputado federal Alceu Moreira (PMDB/RS), afirmou que vai cobrar do governo em nova reunião do colegiado um prazo para a publicação da regulamentação. "Vamos buscar a conversação política para resolver a publicação. O que não pode é o produtor conviver com uma norma de sessenta anos", frisou o deputado.

"O retardo da publicação é um retrocesso para o país que é o quarto maior produtor de leite do mundo", reclamou Rodrigo Alvim, presidente da Câmara Setorial do Leite e representante da Confederação Nacional de Agricultura e Pecuária. Alvim ainda questionou como um país que depende do superávit do setor primário reduz investimentos em defesa agropecuária.

Chefe da Embrapa Gado Leite, Duarte Vilela, também pediu atenção governamental para o setor. “A produção é acometida por problemas pontuais que vão desde o clima, biomas até as diferentes raças de gado leiteiro do rebanho nacional”, relatou o chefe da Embrapa.

Darlan Palharini, secretário-executivo do Sindicato dos Laticínios do RS, cobrou a otimização na abertura e credenciamento de novos laboratórios para a análise do leite. A reivindicação, de acordo com o representante do Lanagro, Ernesto Viegas, pode ser solucionada através de decreto, embora não haja previsão.

A necessidade de um melhor sistema de análise também foi apontada pelo representante do Ministério Público, Rossano Biazu, que relatou os processos em investigação no estado com a fraude no transporte de leite. Hoje existe apenas seis laboratórios do Ministério da Agricultura, sendo que inúmeros aguardam a habilitação para funcionar.

Participaram ainda a Anvisa, representantes de secretarias de Agricultura, a Confederação Nacional dos Municípios (CNM) e as cooperativas, através da OCB. Os ministérios da Agricultura e do Desenvolvimento Agrário, embora convidados pela Comissão, não enviaram representantes para a audiência.

– See more at: http://www.alceumoreira.com.br/noticias/?id=223&tipo=0#sthash.uhizkwh9.dpuf

Fonte: Site Alceu moreira