Assuntos econômicos,Empreendedores Familiares Rurais,Pecuária de corte – Presidente da CNA defende "evolução constante" do setor agropecuário para uso de novas tecnologias

Brasília (20/11/2015) – Apesar da tecnologia de ponta utilizada no setor agropecuário, que fez do país um dos principais produtores mundiais de alimentos, o produtor rural ainda enfrenta alguns gargalos de comunicação, como o acesso à internet. Para superar esta barreira e aplicar novas ferramentas tecnológicas à produção, a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e a Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom) sinalizaram uma parceria para propor políticas públicas com esta finalidade.

O tema foi discutido, nesta quinta-feira (19/11), em Brasília, pelos presidentes das duas instituições, João Martins e Sérgio Paulo Gallindo, na sede da CNA. No encontro, Martins destacou a rapidez na modernização da produção, a partir de métodos como agricultura e pecuária de precisão.  “Temos uma agropecuária altamente sofisticada e competitiva. E o setor precisa de uma constante evolução com novas tecnologias. Mas precisamos aprimorar nossa comunicação para estar na vanguarda deste processo”, ressaltou o presidente da CNA.

Um dos desafios para o setor agropecuário é a conectividade, principalmente para o pequeno e o médio produtor, pois nem todos conseguiram avançar o suficiente para usufruir de tecnologias que possibilitem, por exemplo, o monitoramento em tempo real do plantio, da aplicação de insumos e fertilizantes e da identificação do tipo de solo, entre outros pontos, a partir do uso da internet com custos mais baixos. A partir de agora, as duas instituições devem promover reuniões técnicas para discutir as propostas mais adequadas para o setor agropecuário com o intuito de levá-las ao governo federal.

Participaram do encontro: o vice-presidente diretor da CNA e presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Goiás (FAEG), José Mário Schreiner; o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Rio Grande do Norte (FAERN), José Álvares Vieira; o secretário-executivo do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR), Daniel Carrara, o coordenador de projetos do Departamento de Inovação e Conhecimento do SENAR, Luiz Tadeu, e o coordenador de Sustentabilidade da CNA, Nelson Ananias.

Assessoria de Comunicação CNA

Fonte : Canal do Produtor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *