Assembleia da empresa terá 14 candidatos ao conselho

A empresária Luiza Helena Trajano, dona da varejista Magazine Luiza, e o consultor Vicente Falconi vão disputar vaga para o novo conselho de administração da BRF, que será definido na assembleia de acionistas dia 26. Com essas inclusões formalizadas nos documentos encaminhados à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), os acionistas terão 14 nomes à disposição para formar o novo colegiado. Ambos são indicações feitas pelo ex-ministro e atual conselheiro Luiz Fernando Furlan, minoritário herdeiro da Sadia.

O presidente executivo da BRF, José Aurélio Drummond Jr., não mais será conselheiro. Consultada, Luiz Helena confirmou que aceitou concorrer ao colegiado.

A formação do conselho será feita por processo de voto múltiplo, por solicitação da gestora Aberdeen, dona de 5% da BRF. Por esse sistema, cada acionista distribui os votos que possui nos candidatos que quiser eleger, individualmente e não em grupo. Com isso, terminou a disputa de chapas entre os acionistas da companhia.

Em fevereiro, Petros e Previ, donos de 22% da BRF, apoiados pela Aberdeen e pela gestora carioca Jardim Botânico, iniciaram um movimento pela reforma do conselho da BRF, cujo objetivo era encerrar a influência de Abilio Diniz sobre a empresa. Juntos, eles propuseram uma chapa com dez nomes para o colegiado. Abilio preside o conselho da BRF desde abril de 2013 e detém 4% das ações da empresa. Diante da iniciativa das fundações, o empresário buscou formar uma chapa concorrente à dos fundos de pensão.

Estão na lista todos os indicados pelos fundos de pensão Petros e Previ – Augusto Cruz, Dan Ioschpe, Guilherme Affonso Ferreira, José Luiz Osório, Roberto Mendes, Francisco Petros, Roberto Funari, Walter Malieni e Vasco Dias – e também os nomes sugeridos pelos acionistas Abilio Diniz e Furlan – Flávia Almeida, Roberto Rodrigues, Luiza Helena Trajano, Vicente Falconi e o próprio Furlan. (Colaborou Adriana Mattos, de São Paulo)

Por Graziella Valenti | De São Paulo

Fonte : Valor