Arroz retoma áreas com ajuda do clima

A s boas condições climáticas e o mercado estável devem impulsionar a produção de arroz gaúcho na safra 2013/2014. A projeção é que a produtividade cresça 3,2% em relação ao ciclo anterior, de 7.497 quilos por hectare para 7.733 kg/ha. Os dados foram divulgados pelo presidente do Instituto Rio Grande do Arroz (Irga), Cláudio Pereira, ontem, em Esteio. Ele estimou ainda área plantada 2% superior, de 1,1 milhão de hectares contraponto a 1,078 milhão do ano agrícola passado. Desta forma, a produção pode chegar a 8,3 milhões de toneladas.

Conforme Pereira, diferentemente de 2012/2013, a chuva será aliada do produtor. Das seis regiões do Irga, quatro devem apresentar crescimento de área. Isso só não acontece na Fronteira-Oeste e na Planície Costeira Interna. Até mesmo na Campanha, onde a soja se espraiou, o cereal tende a recuperar espaço, ainda que a rotação com a oleaginosa deva crescer 9% no Estado. ‘Antes, plantar a oleaginosa não foi opção, mas necessidade. Agora, o fator hídrico colaborou e a expectativa é que o arroz volte a ser o principal produto, e a soja caia neste local.’ Pereira acrescenta que, além de estimular o plantio da soja, o milho surge como opção também pelo clima.

O meteorologista do Irga, Glauco Freitas, alerta que a primavera será mais seca, assim como o verão. Diante deste quadro, Sérgio Lopes, diretor do Irga, alerta para que se faça a semeadura na segunda quinzena de setembro e em outubro, já que as temperaturas estarão mais adequadas para a germinação.

Fonte: Correio do Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *