Arroio do Meio tenta minimizar problemas com a seca

Com o decreto de situação de emergência declarado em janeiro e homologada em março pelo Estado, em virtude da histórica estiagem que atinge diversos municípios do Rio Grande do Sul, a prefeitura de Arrioi do Meio vem atuando com medidas paliativas focadas em minimizar os efeitos e prejuízos da estiagem, em especial para o setor primário. Os investimentos já ultrapassam R$ 250 mil em recursos próprios do município, dos quais R$ 100 mil oriundos do Poder Legislativo.

Num trabalho conjunto entre a secretaria da Agricultura, subprefeituras, Defesa Civil, Corsan e moradores, as principais medidas contemplam a execução de poço artesiano no Morro São José, transporte de água em Linha 32 e conexão do poço recentemente executado pelo município em Rui Barbosa, ao reservatório e rede de distribuição. “Transporte de milho, farelo, casca de soja, e feno também passou a fazer parte da nossa rotina, como complemento à alimentação dos animais”, airma o secretário da Agricultura, Eloir Lohmann.

Outro serviço que se tornou rotineiro, segundo Lohmann, é a abertura e limpeza de mais de 50 poços de dessedentação animal nas propriedades. “É mais uma tentativa paliativa para esse período difícil que estamos vivendo”, salienta o secretário. “Os rios e arroios estão secando, as lavouras devastadas e sem perspectivas positivas para o primeiro semestre”, alerta. Além das medidas citadas, a secretaria de Planejamento estuda soluções para apoio a famílias de Linha 32 e Palmas Baixa, que enfrentam problemas nos seus poços de abastecimento. As medidas ainda estão sendo avaliadas e devem ser divulgadas nos próximos dias.

Fonte: Jornal do Comércio