Aprovada novas regras às operações

Fonte DIÁRIO DE CUIABÁ – MT  | Da Agência Brasil – Brasília

O Conselho Monetário Nacional (CMN) autorizou ontem a renegociação do saldo devedor de operações de custeio rural da safra 2010/2011, vencidas até 15 de julho deste ano. O mutuário devedor precisa procurar a instituição financeira da qual é cliente, até 30 de setembro, para negociar a dívida, de acordo com o coordenador de Crédito Rural e Normas da Secretaria de Política Econômica (SPE) do Ministério da Fazenda, Francisco Erismá.

Segundo ele, o CMN também autorizou a ampliação do crédito adicional até o limite de R$ 500 mil para os produtores de milho do Centro-oeste financiarem o custeio da lavoura nas operações de crédito rural da safra 2011/2012. Esse crédito adicional já vigorava para as demais regiões. Além de estender o benefício para todos os produtores, Erismá disse que a medida tem também o propósito de não prejudicar o abastecimento interno, nem os compromissos de exportação.

O CMN decidiu ainda aumentar, de 18 meses para 24 meses, o prazo de carência das operações de investimento destinadas à aquisição de reprodutores e matrizes bovinas e bubalinas, de modo a permitir melhor adequação do ciclo de reprodução das fêmeas adquiridas e a comercialização de animais jovens, crias e recrias, de maior aceitação no mercado.

O CMN também prorrogou, até 30 de junho de 2013, o prazo para substituição da documentação comprobatória de regularidade fundiária para produtores rurais com áreas de até quatro módulos fiscais na região Amazônica. Para negociar crédito rural na região, só com o Certificado de Cadastro de Imóvel Rural (CCIR) ou com a Declaração de Aptidão do PRONAF (DAP) – para os proprietários enquadrados no Programa Nacional de AGRICULTURA FAMILIAR.

CRISE – A instabilidade econômica mundial, decorrente da crise nos Estados Unidos e na Europa, provocou queda de 0,2% na estimativa de julho, feita pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), para o Valor Bruto da Produção (VBP) agropecuária, que deve fechar 2011 em R$ 283,3 bilhões. A estimativa de junho apontava para um VBP de R$ 283,9 bilhões ou 9,82% acima dos R$ 258,5 bilhões faturados pelo setor no ano passado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *