APOIO – Conselho aprova recurso de R$ 1,32 bilhão a cafeicultores afetados por geada

No entanto, para que o recurso fique disponível, os valores ainda precisam passar por aprovação do Conselho Monetário Nacional (CMN)

O Conselho Deliberativo da Política do Café (CDPC) aprovou nesta terça-feira, 10, a criação de reserva no valor de R$ 1,32 bilhão no orçamento do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé) para atender os cafeicultores prejudicados pelas geadas nas últimas semanas

A medida já havia sido discutida na reunião do Comitê Técnico do conselho na semana passada. Agora, o tema será encaminhado ao Ministério da Economia para ser submetido ao Conselho Monetário Nacional (CMN), em reunião extraordinária.

Com o aval do CMN, os valores ficarão à disposição dos agentes financeiros após uma avaliação oficial das perdas causadas pela geada nas regiões produtoras. A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) conduz o levantamento em conjunto com entidades do setor cafeeiro.

“Após a aprovação do CMN, os recursos serão liberados para os bancos para atender às demandas dos produtores, cooperativas, indústrias e exportadores, o que deverá acontecer nas próximas duas semanas” explica o diretor de Departamento de Comercialização e Abastecimento do Mapa, Silvio Farnese.

Os recursos fazem parte dos R$ 5,9 bilhões aprovados para aplicação nas linhas de financiamento do Funcafé na safra 2021/2022. Com a manutenção da reserva, nesse primeiro momento, os agentes financeiros terão R$ 4,6 bilhões para as linhas de crédito de custeio, comercialização, capital de giro e aquisição de café. Os contratos estão no final de processamento.

O CDPC é formado por sete membros do governo federal e sete da iniciativa privada, das principais associações de produtores e da indústria. A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, e o secretário-executivo, Marcos Montes, participaram da reunião do Conselho.

Por Canal Rural

Fonte : Canal Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *