Aplicativos ajudam a denunciar

Secretarias de governos de Estado, Polícia Militar e órgãos de investigação como o Ministério Público têm lançado aplicativos para smartphones com o objetivo de manter contato direto entre cidadãos e Poder Público por meio de denúncias e reclamações. Em dezembro, o Estado do Espírito Santo lançou o "Fiscal Cidadão ES" e o Ministério Público da Bahia, o "MPBA – Mobile do Ministério Público da Bahia" como auxílio ao combate à corrupção. Já a Polícia Militar do Amazonas lançou, em julho de 2015, o aplicativo "InforMe" para receber denúncias sobre crimes em geral.

Todos os aplicativos podem ser baixados (download) gratuitamente. Após informar dados pessoais, como nome, e-mail e telefone, o cidadão poderá enviar sua manifestação e, em alguns casos, incluir fotos para complementar o registro.

Segundo o secretário de Controle e Transparência no Espírito Santo, Marcelo Zenkner, ainda há a possibilidade de a denúncia ser anônima, caso a pessoa não queira se identificar. De acordo com o secretário, o aplicativo tem recebido denúncias de obras paralisadas ou veículos do Estado usados para fins particulares. "Temos recebido também mensagens sobre locais que podem ser foco de dengue, que são encaminhadas para a Secretaria de Saúde", diz.

O aplicativo do Ministério Público da Bahia que trata de denúncias de corrupção já está disponível para a população baiana nas plataformas Android e IOS. Por meio do aplicativo, o cidadão poderá verificar as ações de improbidade administrativa nos municípios baianos, localizar a Promotoria de Justiça mais próxima, fazer denúncias de corrupção, acessar o Diário de Justiça Eletrônico e vídeos no ícone "MP Explica", que trazem promotores falando sobre assuntos como direitos da criança, violência contra a mulher, administração pública, entre outros. Além disso, o aplicativo dá acesso às redes sociais da instituição e ao "Portal Transparência".

Já a Polícia Militar do Amazonas lançou, em julho do ano passado, o aplicativo "InforMe" para o usuário fazer denúncias que não necessitam de uma resposta imediata, como fornecer informações sobre pontos de desmanche de veículos, locais de vendas de drogas e foragidos da Justiça. Ocorrências que precisem de atendimento rápido devem continuar a serem feitas pelo número telefônico 190. O aplicativo está disponível para o sistema Android.

Por Adriana Aguiar | De São Paulo

Fonte : Valor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *