ANTES DA EXPOINTER | Pilares devem ser reforçados

Organização da feira promete restaurar a tempo estruturas de aço do Parque Assis Brasil, em Esteio

As estruturas de aço que sustentam os pavilhões do Parque Assis Brasil, em Esteio, serão recuperadas e deverão estar prontas em 10 dias, assegurou o diretor do local, Telmo Motta Junior. A Expointer 2012 será realizada no parque a partir do próximo dia 25.
Na edição de ontem, Zero Hora mostrou as condições das estruturas afetadas pela ação da ferrugem.
Os reparos serão feitos de forma emergencial, por meio de um contrato já assinado com uma empresa que faz reformas em estruturas danificadas por um vendaval no ano passado. Com isso, deve ser realizado o acréscimo do reforço em 29 pilares.
– Que vamos fazer o serviço, vamos fazer – garante Motta Junior.
O alerta sobre as estruturas foi feito pelo engenheiro Sergio Luiz Quintian, da empresa Tarefa Construções, contratada por meio de licitação para as manutenções em 2010.
Segundo Quintian, a proteção lateral das coberturas dos pavilhões, chamadas de platibandas, estavam comprometidas em cinco pontos do parque. O engenheiro afirma que quatro foram reformados e ficou faltando o pavilhão de 254 por 57 metros quadrados, que abriga o gado de corte e os ovinos:
– Enquanto eu não assinar o rompimento do contrato, a responsabilidade é minha e o risco ali é muito grande.
No entanto, uma equipe de engenheiros realizou uma inspeção no Parque Assis Brasil ontem para levantar necessidades e riscos de acidentes.
– As estruturas não têm risco de colapso durante o período da Expointer e por pelo menos mais dois anos. Mas faremos as reformas antes disso – enfatiza o engenheiro da Secretaria de Obras do Estado e responsável técnico pelo parque, Marco Antônio Koczkoday, sobre as platibandas.
O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia no Rio Grande do Sul (Crea-RS) fará na semana que antecede a Expointer o Programa Intensivo de Fiscalização para verificar as condições de estrutura e fiscalização do parque. No entanto, a responsabilidade sobre a fiscalização de manutenções fica por conta de cada prefeitura.
– É preciso que cada município crie uma legislação específica para isso – explica o presidente do Crea-RS, Luiz Capoani.
A fiscalização da manutenção predial fica a cargo da prefeitura de Esteio. Técnicos do município vão, ainda nesta semana, reforçar a inspeção no local. Até então, conforme a secretária de Planejamento e Gestão, Bernadete Konzen, o foco era a regularização dos habite-se dos prédios no parque.
– Temos feito vistorias e já acionamos o Estado em busca da regularização desses prédios – afirma.

NESTOR TIPA JÚNIOR

Fonte: Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *