ANOMALIA NA SOJA | Diagnóstico ainda sem data marcada

A mais de 250 quilômetros de Pantano Grande, em Ibirubá, o agricultor Adilson Dalmolin lamenta a perda de 40 hectares da sua plantação. O prejuízo é estimado em R$ 120 mil.
– Fiz tudo certinho, como recomendado, em toda a minha propriedade, que tem 430 hectares. Não entendo porque só uma parte deu problema – questiona Dalmolin.
Não há previsão sobre quando o material coletado terá diagnóstico. Os pesquisadores querem cruzar informações com outros Estados. A recomendação é de que os produtores fiquem atentos aos sintomas.
– Estamos fazendo o possível para descobrir do que se trata. Mas é difícil, pois não sabemos se o problema está na semente, no solo ou em algum produto aplicado – afirma José Candido Motta, da Secretaria da Agricultura.

Fonte: Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *