ANÁLISE – Preço do frango no Brasil cai após sete semanas de alta, diz Cepea

Mesmo com a queda recente, segundo o centro de estudos, a forte valorização que ocorreu nas primeiras semanas de outubro ainda sustenta a média do mês em patamar recorde nominal

frango brf carne

Foto: Canal Rural

Depois de sete semanas consecutivas de alta, os preços da carne de frango começam a recuar no mercado interno, segundo o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea). A pressão vem da menor liquidez, já que a população tem menor poder de compra na última semana de mês, e também porque redes atacadistas e varejistas alegam dificuldade no repasse da valorização do produto, diz a entidade.

  • De 21 a 28 de outubro, o frango inteiro congelado se desvalorizou 6,2% no atacado da Grande São Paulo, a R$ 5,90 o quilo na quarta-feira, 28. Em Toledo (PR), o recuo no período foi de 4%, com o inteiro congelado cotado a R$ 6,38/kg.

    Em relação aos cortes no atacado da Grande São Paulo, o levantamento mostra que a coxa com sobrecoxa resfriada caiu 4,2% de 21 a 28 de outubro, para R$ 6,56/kg na quarta-feira. O peito resfriado foi negociado a R$ 6,61/kg, recuo de 3,3% em sete dias.

    “Apesar da recente queda, a forte valorização observada nas primeiras semanas de outubro ainda sustenta a média deste mês (até o dia 28) em patamar recorde nominal. Para o inteiro congelado negociado na região da capital paulista, a média de outubro, de R$ 6,06/kg, ainda supera em 8,3% a de setembro. Em Toledo (PR), a elevação mensal é de 9,5%, com a média do frango inteiro a R$ 6,46/kg na parcial de outubro”, diz o Cepea.

    Os insumos usados na avicultura seguem com preços firmes. No período de 21 a 28 de outubro, a saca de 60 kg de milho negociada no mercado de lotes de Campinas (SP) se valorizou 9,7%, a R$ 82,01 no dia 28. Para o farelo de soja comercializado também na região de Campinas o avanço foi de 6,2% no período, atingindo R$ 2.604,35 a tonelada na última quarta-feira.

    Por Estadão Conteúdo

    Fonte : Canal Rural

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *