ANIMAIS | Arroz, gado e recordes no tambo

Granja de Rio Grande diversificou e se tornou referência na pecuária de leite

Ao seguir o despretensioso desejo feminino de se envolver na atividade agropecuária com os maridos, a Granja 4 Irmãos, de Rio Grande, deu um novo rumo a sua trajetória. Com gestão e tecnologia, se tornou uma das principais produtoras de leite do país e do Estado.
A tradição de 60 anos no cultivo de arroz e na pecuária ganhou companhia em 2005. Para integrar as mulheres dos funcionários na lida agrícola, a granja avaliou com os trabalhadores e familiares a possibilidade de novos negócios. Mostrou-se mais forte a opção pela produção de leite – e as primeiras vacas começaram a ocupar parte da propriedade do Grupo Joaquim de Oliveira, no km 501 da BR-471, entre Rio Grande e Santa Vitória do Palmar.
– Priorizamos a mão de obra feminina na ordenha e na criação de terneiros com mamadeira. Elas costumam ser mais cuidadosas – diz o veterinário Eduardo Xavier, gerente da pecuária de leite da Granja 4 Irmãos.
Após investimento de R$ 1 milhão, a sala de ordenha foi computadorizada. O único contato das trabalhadoras com os animais é na limpeza do úbere e nos testes de qualidade. Com o sistema, o leite é retirado pela ordenhadeira mecânica e levado por tubulações até um tanque onde a temperatura do produto é reduzida para manter as características por até cinco dias.
– A automatização tornou o nosso processo de ordenha muito mais eficiente – avalia Xavier.
joana.colussi@zerohora.com.br

JOANA COLUSSI

Multimídia

Compartilhe!