Anffa pede investigação nos contratos firmados pelo Mapa na gestão de Antônio Andrade

Ministro da Agricultura é suspeito envolvimento em esquema de fraude em licitações

Reprodução/Canal Rural

Foto: Reprodução/Canal Rural

Presidente Anffa Sindical, Wilson Roberta de Sá

O Sindicato dos Agentes Federais Agropecuários protocolou nesta quinta, dia 22, em quatro órgãos, a denúncia contra o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Antônio Andrade, envolvendo corrupção e favorecimento ilegal. O Sindicato Nacional dos Fiscais Federais Agropecuários (Anffa) acusa Andrade de participar de uma conversa com o objetivo de favorecer empresas aliadas ao PMDB em Minas Gerais. O Anffa quer que todos os contratos firmados pela pasta durante a gestão do ministro, sejam investigados.
O texto da denúncia cita o ministro da Agricultura e os deputados federais Newton Cardoso e Mauro Lopes, do PMDB/MG. Segundo a suposta denúncia, eles teriam pedido ao coordenador do Laboratório Nacional Agropecuário Mineiro, Ricardo Aurélio Pinto Nascimento, uma lista de fornecedores. A intenção seria favorecer empresas ligadas ao partido no Estado. O sindicato autor da denúncia, afirma ainda, que o funcionário se negou e foi coagido pelo ministro.
– Ele solicitou a lista de fornecedores que vão participar da quantia liberada para o laboratório. Ele queria saber se os fornecedores tinham ligação com o PMDB. O ministro da agricultura vira e diz ao coordenador: o senhor aguenta pressão? Se o senhor aguentar a pressão a gente contorna isso – disse presidente Anffa Sindical, Wilson Roberta de Sá.
Segundo o Sindicato, o caso teria acontecido no dia 12 de agosto deste ano, durante a comemoração dos 30 anos do lanagro em Pedro Leopoldo (MG). A legislação considera crimes de corrupção e favorecimento ilegal, a contratação de serviços por órgãos do governo sem licitação. 
– Nós queremos que os órgãos verifiquem todos os processos internos. Esses órgãos de investigação que apuram e investiguem todas as áreas do ministério da Agricultura para que a gente saiba realmente o que esta acontecendo – ressalta o presidente do Anffa.

O ministro da Agricultura não quis comentar o caso. Esta é a quarta denúncia que vem a público, envolvendo o ministro Antônio Andrade, desde que ele assumiu a pasta, em março deste ano. Todas por corrupção e favorecimento ilegal.

O Ministério Público do Distrito Federal, a Controladoria Geral da União e a Comissão de Ética da Presidência da República confirmaram o recebimento da denuncia. A resposta se ela vai ser aceita, só deve sair na semana que vem.

CANAL RURAL

Fonte: Ruralbr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *