Americanos exportam mais grãos

Em linha com o aumento de sua colheita, e sustentada pela aquecida demanda internacional, liderada pela China, as exportações de soja dos EUA cresceram 12,1% na safra 2016/17 (encerrada em 31 de agosto) em relação ao ciclo anterior e alcançaram 57,7 milhões de toneladas, conforme dados divulgados ontem pelo USDA, o departamento de agricultura do país.

Como previsto, os embarques americanos, que lideraram a produção global do grão na temporada, ficaram abaixo apenas das vendas do Brasil, calculadas pelo USDA em 61 milhões de toneladas. A China voltou a liderar com folga as importações, com volume estimado em 91 milhões de toneladas. Para 2017/18, o órgão prevê as exportações brasileiras em 64 milhões de toneladas, as dos EUA em 60,1 milhões e as compras chinesas em 94 milhões.

No caso do milho, os EUA voltaram a liderar as exportações efetivamente entregues (excluídos os cancelamentos) em 2016/17 com 56,9 milhões de toneladas, um incremento de 21,7% sobre 2015/16. Nesse mercado, o Brasil é o segundo maior exportador, com volume estimado pelo USDA em 35 milhões de toneladas na temporada, e Japão e México puxam as importações.

  • Por Fernanda Pressinott | De São Paulo
  • Fonte : Valor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *