Altas do dólar e das cotações da soja animam produtores para a venda no Rio Grande do Sul

Valorização da moeda, no entanto, pode provocar aumento nos custos de produção, segundo agricultores

Roberto Witter

Foto: Roberto Witter / Agência RBS

Produtores que anteciparem compra de insumos podem lucrar, segundo analista

A alta dos preços da soja  estimula a venda do produto no Rio Grande do Sul. A comercialização também é alavancada pelo aumento da cotação do dólar. Por outro lado, de acordo com agricultores, essa valorização da moeda norte-americana é acompanhada de preocupação para a próxima safra. Isso ocorre porque o preparo da lavoura deve custar mais caro, uma vez que a desvalorização do real aumenta o valor dos insumos.

Na região norte do Estado, a comercialização de soja atinge 80%. Quem já garantiu parte da compra dos fertilizantes pode conseguir lucro, conforme o corretor do mercado financeiro Cléber Bordignon. Segundo ele, quem acompanha os números diariamente percebe que o ganho para quem depende da soja aumentou. No fim de fevereiro, com a moeda valendo R$ 1,75, a saca era vendida a R$ 48,00 em Passo Fundo. Atualmente, com o dólar em R$ 2,00, o valor da saca de soja chega a R$ 60,00.

Fonte: Ruralbr | Fábio Lehmen | Passo Fundo (RS) | RBSTV

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *