Alta de preços de frango e suíno perde fôlego em SP

Deflagrado em meados do mês de julho, o movimento de alta nos preços domésticos das carnes de frango e de suínos perdeu força na semana passada, de acordo com levantamento do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada da Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" (Cepea/Esalq/USP).

"O recente enfraquecimento nas cotações da carne esteve atrelado à aproximação do final do mês, quando a demanda tipicamente reduz. Apesar desse cenário, os atuais patamares da carne ainda são os maiores de 2012", analisa o Cepea em comunicado.

Por conta do recente surto altista, do início deste ano até 23 de agosto, a carne de frango resfriada negociada no atacado da Grande São Paulo ainda registra valorização de 9,4%, enquanto a congelada sobe 6,3%. Na semana passada, entretanto, os preços do frango caíram 1,20%. Sobre os suínos, o Cepea informa que a valorização nos preços chegou a 70% entre os dias 16 de julho e 16 de agosto, mas que o suíno vivo registrou baixa de mais de 5% na semana passada.

Em parte, as recuperações de preços que vinham sendo observadas derivaram da forte alta dos custos, consequência da disparada das cotações dos grãos (soja e milho) nos mercados internacional e doméstico.

© 2000 – 2012. Todos os direitos reservados ao Valor Econômico S.A. . Verifique nossos Termos de Uso em http://www.valor.com.br/termos-de-uso. Este material não pode ser publicado, reescrito, redistribuído ou transmitido por broadcast sem autorização do Valor Econômico.
Leia mais em:

http://www.valor.com.br/empresas/2803960/alta-de-precos-de-frango-e-suino-perde-folego-em-sp#ixzz24kah2MGD

Fonte: Valor | Por Fernanda Pressinott | De São Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *