Alemã Melitta entra no segmento de cápsulas

Leonardo Rodrigues/Valor

Barbieri: lançamento é parte de vários investimentos da Melitta em 2018

Terceira no mercado brasileiro de café, a multinacional alemã Melitta anunciou ontem que começará a produzir cápsulas de café compatíveis com o sistema Nespresso. A linha de produção das cápsulas foi instalada na unidade de Avaré (SP), onde a Melitta já produz café torrado e moído.

Com o produto, a empresa espera expandir sua presença nos lares do Brasil, que é o seu segundo maior mercado no mundo. Em comunicado, o presidente da Melitta para a América do Sul, Marcelo Del Nero Barbieri, disse que o objetivo, com as cápsulas, é atender consumidores que buscam "novas experiências e praticidade". O lançamento, afirmou Barbieri, "é parte de vários investimentos da companhia para crescer em 2018".

A entrada da Melitta no segmento de cápsulas é tardia. Além da própria Nestlé, as principais concorrentes da Melitta já atuam nesse mercado. A Jacobs Douwe Egberts (JDE) tem as cápsulas L’OR e Pilão, também compatíveis com Nespresso. Já a 3corações tem seu próprio sistema multibebidas, incluindo café, a Solução TRES.

Além disso, o mercado de cápsulas, que chegou a registrar avanços anuais na casa dos 50%, já cresce de forma menos acelerada. De acordo com estudo de 2017 da Euromonitor, citado pela própria Melitta no comunicado, o segmento de cápsulas registra, em média, crescimento anual de 9% no Brasil.

A empresa estreia no segmento de monodoses de café com cinco versões de blends (Ristretto, Marcato, Staccato, Audacce e Tenuto), divididos em três diferentes grupos de perfis aromáticos.

Por Alda do Amaral Rocha | De São Paulo

Fonte : Valor