Ajustes para cima na safra recorde

Em levantamento divulgado ontem, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) elevou em 0,3% sua estimativa para a produção brasileira de grãos nesta safra 2013/14. Conforme a autarquia, os agricultores do país colherão 191,247 milhões de toneladas de grãos, ante as 190,647 milhões previstas em abril e volume 1,4% superior ao registrado em 2012/13 (188,658 milhões de toneladas).

A revisão para cima decorre, principalmente, do aumento da projeção para as colheitas de soja, trigo (cujo plantio já teve início) e girassol. Ao todo, o volume previsto para essas três culturas foi elevado em 600,1 mil toneladas. Em contrapartida, a Conab cortou a projeção para a colheita de milho em 264,7 mil toneladas, o que limitou a revisão para cima da projeção para o volume total.

Na safra 2013/14, a Conab estima que o Brasil semeou 56,296 milhões de hectares com grãos, crescimento de 5,1% na comparação com os 53,536 milhões de hectares plantados na safra passada. Ao todo, a produtividade da safra brasileira de grãos no ciclo 2013/14 está estimada pela Conab em 3,397 toneladas por hectare, queda de 3,5% ante as 3,520 toneladas por hectares registradas na safra 2013/14.

Conforme o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que também divulgou ontem sua nova projeção para a produção brasileira de grãos, a colheita total deverá crescer 1,5% em 2014 em relação ao ano passado, para 191 milhões de toneladas. Na comparação com a estimativa de março (189,4 milhões de toneladas), o novo cálculo é 0,8% superior.

Nas contas do IBGE, que estão em linha com as da Conab, soja, milho e arroz, milho representarão 91,2% da colheita de grãos no país neste ano. As três culturas representaram 85% da área plantada total com grãos no país, que chegou a 55,8 milhões de hectares.

Conforme as estimativas de ambos os órgãos, a produção brasileira de grãos baterá um novo recorde histórico, puxado pela soja, carro-chefe do agronegócio nacional.

Mais em www.conab.gov.br

© 2000 – 2014. Todos os direitos reservados ao Valor Econômico S.A. . Verifique nossos Termos de Uso em http://www.valor.com.br/termos-de-uso. Este material não pode ser publicado, reescrito, redistribuído ou transmitido por broadcast sem autorização do Valor Econômico.
Leia mais em:

http://www.valor.com.br/agro/3541854/ajustes-para-cima-na-safra-recorde#ixzz31DnqD5gt

Fonte: Valor | Por Luiz Henrique Mendes, Fernanda Pressinott e Alessandra Saraiva | De São Paulo e do Rio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *