AGRONEGÓCIOS – Fiscais estaduais agropecuários prometem greve

Greve Afagro Foto Fernando Dias Seapdr

Greve Afagro Foto Fernando Dias Seapdr

Fiscais estaduais agropecuários de todo o Estado estarão mobilizados nesta terça-feira para dar início à greve por tempo indeterminado, juntamente com outras categorias. A assembleia geral extraordinária ocorre a partir das 10h, no hotel Everest, em Porto Alegre, convocada pelo Sindicato dos Servidores de Nível Superior do Rio Grande do Sul (Sintergs). Na pauta da assembleia está a formação do comando de greve, que terá representantes da Associação dos Fiscais Agropecuários do Rio grande do Sul (Afagro).

O atraso dos salários há 48 meses e a falta de reposição das perdas inflacionárias, somadas ao pacote do governador Eduardo Leite, que retira inúmeros direitos dos servidores do Estado, são as principais motivações da greve. "Estamos reivindicando um direito básico, que é receber o nosso salário. Nós já perdemos tudo, então nada irá nos intimidar neste momento", afirma o presidente da Afagro, Antônio Augusto Medeiros. Entre os serviços que serão impactados pela greve dos fiscais estaduais agropecuários está a fiscalização dos abates nos frigoríficos, o lançamento e o controle dos dados da vacinação contra febre aftosa e a fiscalização da deriva do agrotóxico 2,4-D.

Vale ressaltar que os trâmites legais para a operacionalização da greve, entre eles o comunicado à Casa Civil com 72 horas de antecedência e à população, por meio de publicação em jornal de grande circulação, já foram cumpridos. A greve é unificada com as categorias ligadas ao Sintergs e à Frente dos Servidores Públicos (FSP). Na tarde desta terça-feira, os servidores seguirão mobilizados na Praça da Matriz, em frente ao Palácio Piratini e à Assembleia Legislativa.

BRF de Lajeado tem aval para exportar carne suína

A BRF confirmou a habilitação da planta de Lajeado para exportação de carne suína para a China.

A companhia tomou conhecimento da nova licença por meio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, na semana passada. Com isso, a BRF totaliza 12 habilitações autorizadas a exportar à China pelas autoridades daquele país.

"A planta de Lajeado já exporta para países da Ásia, da África e do Oriente Médio. Com o avanço no número de autorizações para a China, a BRF consolida a estratégia de ampliar os mercados internacionais nos quais atua, uma das principais alavancas da nossa estratégia no longo prazo", afirma Sandro Leite, diretor industrial da BRF para a Regional Sul.

A fábrica lajeadense tem capacidade de abate diário de até 4 mil suínos e conta com cerca de 1,1 mil funcionários dedicados a essa linha de produção. Além da produção de cortes in natura e ingredientes para outras indústrias, conta com uma fábrica de farinha e ração.

FERNANDO DIAS/SEAPDR/DIVULGAÇÃO/JC

Fonte : Jornal do Comércio

Compartilhe!