AGRONEGÓCIOS – Feira do setor vitivinícola tem início em Bento Gonçalves

Rodada de negócios na Wine South America reúne 100 compradores nacionais e 20 internacionais

Rodada de negócios na Wine South America reúne 100 compradores nacionais e 20 internacionais

WINE SOUTH AMERICA/DIVULGAÇÃO/JC

Carolina Hickmann

Em um ano que o setor vitivinícola cresceu 10% no primeiro semestre, de acordo com dados do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), Bento Gonçalves sedia a primeira edição da Wine South America até o próximo dia 29, das 12h às 21h. O pavilhão A do parque de eventos da cidade é ocupado, desde ontem, por 250 marcas expositoras nacionais e estrangeiras. A expectativa da Milanez & Milaneze, organizadora da feira, é de que, nos quatro dias, cerca de 10 mil visitantes passem pelo local.

Presente na feira, a Gallon Sucos pretende apresentar seus produtos ao mercado nacional. Indústria familiar, a empresa situada no distrito de Faria Lima, na própria cidade-sede da mostra, foi criada para agregar valor à produção de uvas iniciada em 1948 pela família.

"Elaboramos, aproximadamente, 30 mil litros de suco de uva integral por ano, o que nos permite uma seleção bastante rigorosa na matéria-prima, fator relevante para a qualidade final na mesa do consumidor", diz a diretora comercial e proprietária da marca, Marcia Gallon.

A vinícola Don Affonso, de Caxias do Sul, foi para a feira apostando em bons negócios. "O evento nos dá a possibilidade de abertura de mercado em nível mundial", destaca o enólogo da vinícola, André Gasperin, ao salientar agendas marcadas com compradores internacionais. Apesar de não arriscar uma estimativa de negócios fechados durante a feira, o diretor-geral da mostra, Alberto Piz, lembra que serão executadas nove rodadas de negócios direcionadas, com a presença de 100 compradores nacionais e 20 estrangeiros.

O presidente do Ibravin, Oscar Ló, projeta que o segmento deve, ao menos, manter os bons números do primeiro semestre no segundo, e fechar o ano com aumento entre 10% e 12% na relação com 2017. Com essa expectativa, diz, a feira é bastante comemorada pelo setor, uma vez que pode incrementar o potencial da Serra na vitivinicultura.

"A Wine South America mostra ao mundo o potencial da região, o comprador nacional ou internacional deixa de negociar por telefone para ver de perto as vinícolas", afirma.

Dentro da programação da feira está inserida a 26ª Avaliação Nacional de Vinhos, promovida pela Associação Brasileira de Enologia (Abe). Durante o dia 29, 16 rótulos pré-selecionados serão degustados por participantes previamente inscritos de todo o País na competição. Ao final da tarde, os campeões serão divulgados.

As poucas e bem espaçadas chuvas durante os meses decisivos para a produção vinícola (janeiro, fevereiro e março) garantiram uma produção superior às expectativas em qualidade para a safra de 2018, segundo a associação, o que eleva as previsões.

Fonte : Jornal do Comércio