AGRONEGÓCIO | Experiência no segmento rural e promoção na área industrial

O mercado do agronegócio já é velho conhecido de Gustavo Argimon, 36 anos, que fez carreira no setor e observa a profissionalização da atividade.
– Dada a competitividade, é o momento de as empresas terem excelência no que fazem – diz Argimon.
Formado em Administração e com duas pós-graduações, o profissional atua há 17 anos em empresas ligadas ao campo. Há três meses, ganhou mais trabalho e 20% de aumento: foi promovido de gerente financeiro à controller na Cerealle, de Pelotas, que produz e comercializa flocos de arroz e de cereais. A qualificação e a experiência na área resultaram também no aumento da consulta por outras empresas, especialmente pelo LinkedIn, rede social usada para contatos profissionais. Com a carreira consolidada, Argimon avalia que ter conhecimento sobre o funcionamento de uma indústria e noções sobre o setor rural contam pontos, mesmo que o profissional não tenha formação ligada diretamente ao campo.

MULTIMÍDIA

 

Fonte: Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *