AGRONEGÓCIO – ABERTURA DO MERCADO – As notícias que você precisa saber agora para começar bem a sexta-feira

Temor de novas suspensão de frigoríficos pela China, aumento no consumo de milho no Brasil e promessa de reforma tributária chegar ao Congresso na semana que vem estão entre os destaques do dia

Por Felipe Leon, com agências de notícias

  • Boi: temor de suspensões de frigoríficos pela China volta ao radar, mas mercado se mantém firme
  • Milho: StoneX estima aumento de 4,2% do consumo brasileiro na temporada atual em relação à anterior
  • Soja: novas vendas para a China da oleaginosa americana sustentam cotações em Chicago
  • No exterior: resultados corporativos melhores que o esperado dão tom um pouco mais positivo na abertura
  • No Brasil: Paulo Guedes promete levar reforma tributária ao Congresso na terça-feira, 21

    Boi: temor de suspensões de frigoríficos pela China volta ao radar

O temor de novas suspensões de frigoríficos pela China voltou ao radar dos pecuaristas e da indústria em virtude de pedido da Administração-Geral de Aduanas da China (GAAC, em inglês) para que o governo brasileiro suspenda preventivamente dois novos frigoríficos habilitados à exportação.

Apesar das incertezas, o mercado permanece firme, com a Agrifatto e a Scot Consultoria registrando estabilidade nos preços em São Paulo. A IHS Markit registrou aumento de preços da arroba em Dourados (MS), após alguns dias de ajuste para baixo. Com isso, os motivos apontados para a alta são maiores desembolsos das indústrias diante da necessidade em cumprir contratos de exportação.

Milho: StoneX estima aumento de 4,2% do consumo brasileiro

A consultoria StoneX atualizou suas perspectivas para commodities e passou a estimar avanço de 4,2% do consumo do milho brasileiro na temporada atual, em relação à anterior, chegando a 68,5 milhões de toneladas. De acordo com a consultoria, a expectativa é de retomada do setor pecuário a partir do relaxamento das políticas de quarentena e de exportações aquecidas. O mercado físico permanece lento com o produtor focado no avanço da colheita.

Soja: novas vendas para a China do grão dos EUA sustentam Chicago

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) divulgou novas vendas para a China da soja americana. Essa demanda tem compensado as pressões baixistas do mercado climático e sustentam as cotações em Chicago. Com isso, apesar da queda do dólar no Brasil, as cotações no portos brasileiros ficaram estáveis ao redor de R$ 115 por saca.

No exterior: melhores resultados corporativos dão tom  mais positivo na abertura do mercado

Os investidores estão focados na temporada de resultados corporativos do segundo trimestre. Com números melhores que os esperados, os mercados globais ensaiam alguma recuperação no encerramento da semana. A atenção ainda segue alta em relação ao avanço do coronavírus. A finalização de um suporte fiscal e monetário na Europa também é acompanhada e pode ser positiva para os mercados.

Paulo Guedes promete levar reforma tributária ao Congresso na terça-feira, 21

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse em evento da XP Investimentos que deve entregar a proposta do governo para a reforma tributária ao Congresso na próxima terça-feira, 21, com os pontos de consenso entre governo e parlamento. Segundo o ministro, a taxação de dividendos e a CPMF ficariam para uma segunda fase de discussão. A proposta que será levada deve prever a criação de Imposto sobre Valor Agregado (IVA) dual e com unificação dos tributos federais e estaduais.

Fonte : Canal Rural

Compartilhe!