AGRICULTURAMILHOTRIGO – Custos de produção das lavouras têm alta de 11,04% no ano, afirma Farsul

A principal influência sobre os custos em setembro foi a valorização do dólar, que puxou preços de fertilizantes e agrotóxicos. Culturas mais afetadas foram milho e trigo

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Após seca, produtores de arroz enfrentam alta nos custos de produção
Para instituições financeiras, queda da economia este ano pode chegar a 2,97%
Custo de produção de frango tem alta de 5% desde o começo do ano
Segundo dados da Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul (Farsul), o Índice de Inflação dos Custos de Produção (IICP), calculado pela entidade, já alcançou 11,04% desde o começo do ano, enquanto que o avanço do Índice de Preços ao Consumidor Amplo, que reflete o custo de vida das famílias, avançou 7,64% no mesmo período.

A entidade enfatiza que a perspectiva de custos igualmente pressionados no que resta de 2015 mantém a preocupação com a inflação da lavoura.

O índice teve alta de 3,69% em setembro na comparação com agosto. A principal influência foi a valorização do dólar, que puxou para cima os preços de fertilizantes e agrotóxicos, como já vinha ocorrendo nos meses anteriores.

De acordo com o a Farsul, no mês passado, o custo de produção de todos os produtos pesquisados apresentou crescimento, em especial o do milho e do trigo.

Também influenciado pela taxa de câmbio, o Índice de Inflação de Preços Recebidos (IIPR) subiu 4,96% em setembro ante agosto. Este é o terceiro mês consecutivo de alta expressiva nos preços recebidos pelo produtos. Com o resultado, o IIPR acumula um acréscimo de 12,77% em 2015 e fica acima do IPCA (7,56%) nesta base de comparação pela primeira vez desde 2012.

O principal responsável pelo aumento do IIPR de setembro foram os suínos, com alta de 21%. Já os grãos tiveram em média 5% de aumento.

Fonte : Canal Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *