AGRICULTURAFEIJÃOMILHO – PREVISÃO – Distrito Federal faz levantamento de safra de soja, milho e feijão

Proposta é fazer o diagnóstico das condições das lavouras, identificar entraves e propor políticas públicas

A Secretaria de Agricultura (Segri) e a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) do Distrito Federal vão fazer um levantamento da produção de soja, milho e feijão da região entre 26 e 29 de janeiro. A proposta é fazer o diagnóstico das condições da safra 2015/2016, identificar entraves e propor políticas públicas.

Seis equipes irão percorrer o campo, visitando cerca de 30% das propriedades rurais da região. “Além disso, nós vamos fazer uma parada estratégica ao final de cada dia, no que estamos chamando de roda de prosa, para podermos ter um contato com aqueles produtores que não tivemos oportunidade de visitar”, afirma o secretário adjunto da Seagri, Márcio Andrade.

A avaliação pretende reunir dados para conhecer melhor os sistemas produtivos da região e os impactos desses sistemas no meio ambiente, na economia local, no abastecimento e na qualidade de vida da população envolvida.

Produtor de soja, milho e feijão, Getúlio Michalski pretende mostrar aos técnicos do projeto as principais dificuldades que tem enfrentado, como a falta de armazéns. Segundo ele, as cooperativas cumprem bem a função, mas seria mais interessante se cada produtor pudesse armazenar sua safra na propriedade. “A gente quer financiar um armazém, mas não consegue porque falta documento”, diz.

A expectativa do gerente da Emater em Tabatinga (DF), Lucas Pacheco, é compreender as necessidades de uma gama maior de agricultores através da aplicação dos questionários. A pesquisa será iniciada com os produtores de soja.

“O que a gente quer é fazer uma reaproximação com esse setor produtivo e identificar a necessidade real desse público para subsidiar futuras políticas públicas”, afirma Pacheco.

Rossana Gasparini | BrasíliaCanal Rural

Fonte:Canal Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *