AGRICULTURA – Venda de alimentos orgânicos dispara no Brasil mesmo em meio à pandemia

Ferramentas digitais auxiliaram no aumento dos negócios, que chegaram a registrar crescimento de 160% no segundo bimestre do ano

  • ALANA FRAGA
  • Roberto Lunardelli, da Fazenda da Mata Orgânicos (FDM), de Neirópolis, próximo a Goiânia (GO) (Foto: Divulgação)

Roberto Lunardelli, da Fazenda da Mata Orgânicos (FDM), de Neirópolis, próximo a Goiânia (GO) (Foto: Divulgação)

O publicitário Rafael Coimbra se tornou agricultor em 2015 . A partir de uma pequena horta para consumo pessoal na fazenda da fami?lia, localizada em Santa Cruz da Conceic?a?o (a 178 quilo?metros da capital, Sa?o Paulo), ele viu oportunidade de criar um nego?cio. Dois anos depois, fundou a Sta. Julieta Bio, empresa que vende cestas de produtos orga?nicos, cultivados em um modelo de agricultura sintro?pica.

Ate? fevereiro deste ano, as entregas da empresa eram de 194 cestas por me?s em me?dia. Ai? veio o tsunami chamado coronavi?rus e o come?rcio explodiu – no bom sentido. Em junho, as encomendas da Sta. Julieta mais que duplicaram, e as vendas mensais subiram para 445 cestas. “Vimos um aumento muito expressivo, de 52%, so? no primeiro me?s de pandemia (marc?o) e na?o esta?vamos preparados. Conseguimos atender (aos novos pedidos) porque os restaurantes pararam, por causa do isolamento social, o que nos deu um fo?lego para suprir essa demanda”, explica.

Fonte : Globo Rural

Compartilhe!