AGRICULTURA – Governo zera taxa de importação para soja e milho até 2021

Medida, que visa equilibrar a oferta no mercado interno, vale até 15 de janeiro para a soja e até 31 de março para o milho

+soja_grão (Foto: Editora Globo)

(Foto: Editora Globo)

O governo federal decidiu zerar a taxa de importação de soja e milho até 2021. A medida, que teve aval do Comitê-Executivo de Gestão (Gecex) da Câmara de Comércio Exterior (Camex), visa equilibrar a oferta dos produtos no mercado interno.

No caso da soja, a suspensão temporária do imposto para grão, farelo e óleo valerá até 15 de janeiro de 2021. Para o milho, as importações sem pagamento de imposto irão até 31 de março do ano que vem. As datas foram escolhidas para não comprometer a venda da próxima safra.

O ponto-chave da decisão é o aumento desenfreado das exportações de soja e milho, em especial devido à desvalorização do real perante o dólar e ao aumento da demanda mundial de alimentos em função da pandemia de Covid-19.

“Em virtude desses fatores, foi conveniente buscar uma medida preventiva, de maneira a equalizar as condições de importação de terceiros países com o Mercosul, fortalecendo o abastecimento do mercado doméstico”, afirma o diretor de comercialização e abastecimento do Ministério da Agricultura, Sílvio Farnese.

O ministério reiterou que não há risco de falta dos produtos e destacou que a medida tem como objetivo ajustar a oferta e a demanda desses no período anterior à colheita da safra 2020/2021.

Em setembro, a Camex já havia zerado o imposto de importação, até 31 de dezembro deste ano, para 400 mil toneladas de arroz em casca e beneficiado . A ação foi tomada na tentativa de frear o avanço dos preços, que dispararam no mercaado interno.

REDAÇÃO GLOBO RURAL

Fonte : GLOBO RURAL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *