AGRICULTURA – FINANCIAMENTO – Associados de cooperativas de transporte são incluídos no Procaminhoneiro –

 BNDES  também alterou limite de captação  e taxas de financiamento. | HUGO HARADA/HUGO HARADA

BNDES também alterou limite de captação e taxas de financiamento.

O Banco de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) acaba de incluir o associado de cooperativas de transporte como público beneficiário da linha Procaminhoneiro. De acordo com o coordenador de Desenvolvimento Cooperativo do Sescoop/PR, João Gogola Neto, a partir de agora, os cooperados de cooperativas de transporte já podem pleitear os recursos desta linha diretamente com o agente financeiro e a comprovação ocorrerá por meio do Registro Nacional de Transportadores Rodoviários de Cargas (RNTRC) da cooperativa, na categoria Cooperativa de Transporte de Carga (CTC).

Além da inclusão do cooperado como público beneficiário, o BNDES também realizou as seguintes mudanças no Programa Procaminhoneiro: abertura da linha e limite de captação até 31 de dezembro de 2017; exclusão da possibilidade de financiamentos com taxas fixas; limitação de 80% do bem para a captação do financiamento e dotação orçamentária de R$ 250 milhões para a linha.

Os prazos de carência e de amortização deverão ser definidos em função da capacidade de pagamento do beneficiário final e do grupo econômico ao qual pertença, respeitado o prazo total de até 96 meses, aí incluído o prazo de carência de até seis meses.

Poderão ter acesso a esses benefícios:

•pessoas físicas, residentes e domiciliadas no país, do segmento de transporte rodoviário de cargas (transportadores autônomos), e aquelas associadas a cooperativas de transporte rodoviário de cargas, com renda anual ou anualizada igual ou inferior a R$ 2.400 bilhões, em ambos os casos;

•Empresários individuais e microempresas, do segmento de transporte rodoviário de cargas, com Receita Operacional Bruta (ROB) anual ou anualizada igual ou inferior a $ 2.400 bilhões;

•Sociedades de arrendamento mercantil ou bancos com carteira de arrendamento mercantil devidamente e registrados no Banco Central do Brasil e credenciados no BNDES, salvo quando for associada à cooperativa de transporte rodoviário de cargas.

Os equipamentos de fabricação nacional financiáveis pelo Programa são:

•Equipamentos novos: caminhões, chassis, caminhões-tratores, carretas, cavalos-mecânicos, reboques, semirreboques, aí incluídos os tipo dolly, tanques e afins, devidamente registrados no órgão de trânsito competente, bem como carrocerias para caminhões, credenciados no Credenciamento de Fornecedores Informatizado (CFI) do BNDES;

•Equipamentos usados: caminhões, chassis, caminhões-tratores, carretas, cavalos-mecânicos, reboques, semirreboques, aí incluídos os tipo dolly, tanques e afins, devidamente registrados no órgão de trânsito competente, bem como carrocerias para caminhões, que no ano de apresentação do pedido de financiamento ao BNDES tenham completado até 15 anos, contados a partir do ano de sua fabricação.

Mais informações www.bndes.gov.br/apoio/procaminhoneiro.

Da Redação

Fonte : Gazeta do Povo