Agricultura familiar responde por quase 90% da agropecuária em SC

Foto: Albino Oliveira / Ascom

Santa Catarina é um dos estados com maior número de agricultores familiares do país. Eles detêm 168,5 mil estabelecimentos agropecuários de todo o estado, o que corresponde a 87% do total. Toda a produção dos agricultores ocupa 2,6 milhões de hectares, que representam 44% do total da zona rural catarinense. Os dados são do último Censo Agropecuário.

No estado, ainda de acordo com o Censo Agropecuário de 2006, 99% da produção do café arábica é cultivada por agricultores familiares. Outra produção com número expressivo é a de leite. Santa Catarina é o quinto produtor nacional, sendo que 87% da produção são de agricultores familiares. Um levantamento feito pelo Centro de Socieconomia e Planejamento Agrícola de Santa Catarina (Cepa) mostra que o avanço da atividade no estado foi de 191% entre 2000 e 2013.

O Programa Mais Alimentos, da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário tem papel importante para o sucesso dos pequenos agricultores familiares catarinenses.

Um exemplo do apoio das políticas públicas é agricultor Luiz Domingos, morador do Assentamento 25 de maio, em Abelardo Luz (SC). Ele financiou um trator e uma enxada pé-de-pato através do Programa Mais Alimentos. “Eu tenho certeza que esse tipo de crédito, os equipamentos, toda a tecnologia disponível hoje é que vai manter os jovens no campo. Como minhas filhas”, avalia.

Na propriedade de 20 hectares da família, ele cuida de mais de 40 vacas. “Acordo todos os dias às cinco da manhã para tirar leite das vacas. A segunda ordenha começa quatro da tarde e só termina sete da noite, então é bem pesado”, afirma.

Assentado da reforma agrária há 30 anos, o agricultor conta que construiu sua vida no assentamento, onde vivem mais 58 famílias. Junto da esposa e das quatro filhas, ele construiu casa, começou a criação de gado e hoje tem o sustento de seu trabalho. “As coisas foram acontecendo de uma maneira muito boa para nós. Hoje me sinto muito feliz vivendo aqui. Conseguimos, dentro da nossa possibilidade, ter uma estrutura e a consciência de como trabalhar de forma organizada”, destaca.

Tássia Navarro/Ascom

Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário

Fonte : MDA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *