Agricultores reduzem a área plantada com milho em propriedades do RS

De acordo com a Emater, deve haver redução de 3% em todo o Estado.
Soja, que registrou maior valorização, transformou-se na primeira opção.

Do Globo Rural

Comente agora

Os agricultores irão reduzir a área cultivada com o milho no Rio Grande do Sul, onde o plantio do grão está quase na metade. A soja, que registrou maior valorização, transformou-se na primeira opção dos produtores.

O milho vai ocupar sete hectares e meio na propriedade do produtor Jair Rauch, que fica em Jacutinga, no norte do Rio Grande do Sul. Nesta safra, ele reduziu em 15% a área plantada. O grão colhido não será comercializado. “Será usado para silagem e para o consumo dos animais”, diz.

Muitos agricultores do Rio Grande do Sul, que levaram em conta o alto custo de produção, apostaram menos no milho. De acordo com a Emater, deve haver redução de 3% em todo o Estado.

Os produtores gastam uma média de R$ 2,5 mil para plantar um hectare de milho. Há um aumento de R$ 1 mil em relação ao custo para cultivar um hectare de soja, que sai por uma média de R$ 1,5 mil. Além disso, a soja está muito mais valorizada no mercado. Uma saca de 60 quilos do grão vale R$ 64,00. O preço pela saca de 60 quilos de milho é de R$ 23,00. Para piorar a situação dos produtores de milho, as empresas beneficiadoras se transferiram para outros Estados.

“Para a região de Goiás e Tocantins. Com isso, os grandes produtores de milho estão indo para lá também”, diz Aglademir Martinello, técnico agropecuário da Emater.

De acordo com a Emater, a área de soja no Rio Grande do Sul irá crescer 2,7%, é quase a mesma proporção da queda do milho.

Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *