Agricultores poderão expor orgânicos durante a Copa do Mundo

Edital de inscrição para participar do programa Brasil Orgânico Sustentável está disponível no site do MDS

Fernanda Farias

OLIVIER MORIN

Foto: OLIVIER MORIN / AFP

Iniciativa pretende levar produtos típicos brasileiros para as cidades sede da Copa do Mundo

Cooperativas e associações de produtores rurais de todo o país têm domingo, dia 26, para se inscrever no programa Brasil Orgânico Sustentável. A iniciativa do governo federal pretende levar produtos típicos brasileiros para as cidades sede da Copa do Mundo a partir de junho. Uma forma de apresentar a cultura e os sabores do país para os turistas estrangeiros e também ampliar os negócios no mercado interno.

O governo vai instalar quiosques em pontos de grande movimentação nas dez cidades sede do campeonato. Segundo o secretário de Segurança Alimentar e Nutricional do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), Arnoldo de Campos, o objetivo é que turistas do mundo inteiro conheçam o que é produzido no país.

– Nosso rural é muito diversificado, temos riqueza imensa, uma variedade de produtos que são típicos do Brasil que muitas vezes não são conhecidos. Vamos valorizar quem tem diversidade de orgânicos da agricultura familiar, produtos que representem a diversidade cultural e climática dos nossos biomas, a Amazônia, cerrado, caatinga. A partir desses critérios nós vamos escolher as cooperativas – salienta.

Das 800 cooperativas e associações aptas a participar do projeto, 70 serão selecionadas. Para elas, além das vendas, o lucro estará na vitrine que será a Copa do Mundo. A ideia é que os produtos ganhem novos mercados depois do mundial.

O produtor Revalino Francisco Simões está apostando no mundial para ganhar destaque. Hoje, as duas mil caixas de hortaliças que colhe da lavoura de 1,5 hectares, são vendidas em feiras.

– Estou bem otimista e pretendo alavancar as vendas em pelo menos 50% – diz o produtor.

Confira os pré-requisitos para participar do programa no site do MDS.

CANAL RURAL

Fonte: Ruralbr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *