Acordo vai desenvolver pesca e aquicultura no país

Parceria entre o Ministério e a CNA promete ampliar a criação de programas e soluções técnicas para o setor

por Agência Brasil

Amilton Vieira

"A pesca e aquicultura são prioridades máximas para o Brasil", disse Kátia Abreu (Foto: Amilton Vieira/Ed. Globo)

O ministro da Pesca e Aquicultura, Marcelo Crivella, e a presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e do Conselho Deliberativo do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Kátia Abreu, assinaram nesta terça-feira (10/4) acordo de cooperação para a realização de ações conjuntas. A parceria tem o objetivo de desenvolver a atividade de pesca e aquicultura do país.
A parceria entre os órgãos promete ampliar o desenvolvimento de programas e soluções técnicas na aquicultura e suas ações e deve possibilitar a formulação de políticas de desenvolvimento sustentável para as atividades. “A pesca e aquicultura são prioridades máximas para o Brasil: precisamos crescer com estas atividades, principalmente com a pesca que é extremamente rentável”, argumentou a presidente da CNA e do Senar, Kátia Abreu.
Para Crivella, a união entre o Ministério da Pesca e o Senar é uma etapa importante para a atividade pesqueira no Brasil. “Hoje demos o primeiro passo para garantir assistência aos produtores e orientar os novos empreendedores do ramo pesqueiro e aquícola no país”, afirmou.
Ações relacionadas a políticas públicas, organização econômica dos setores da aquicultura, desenvolvimento territorial, biocombustíveis, mercados institucionais e diferenciados terão prioridades no acordo. Também merecerão destaque os setores de aquicultura familiar, empreendedorismo para jovens aquicultores, cadeia produtiva dos organismos aquáticos ornamentais, associativismo e cooperação, assistência técnica e extensão rural, comunidades tradicionais e capacitação.

Fonte: Globo Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *