Acordo prevê ensino e pesquisa para estudantes agrícolas da Serra

Um acordo de cooperação firmado pela secretaria estadual da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural com a Associação Escola Família Agrícola da Serra Gaúcha vai permitir que estudantes da escola agrícola possam ter aulas no Centro de Pesquisa Celeste Gobbato, em Caxias do Sul, aliando ensino e pesquisa. O documento foi assinado pelo secretário Covatti Filho, estipulando prazo de cinco anos e possibilidade de prorrogação.

O acordo de cooperação institui o programa "Ação conjunta voltada à formação profissional de jovens na Serra Gaúcha" e prevê a demonstração de técnicas atualizadas das áreas de vitivinicultura, horticultura, agroindústria de alimentos e desenvolvimento rural e agronegócios. O centro de pesquisa, que pertencente à secretaria, atua em linhas de pesquisa relacionadas às áreas de horticultura, desenvolvimento rural e agronegó-cios, além de ter um programa de produção de vinhos.

Em suas dependências também está instalado, desde 1996, o Centro de Treinamento de Agricultores da Fazenda Souza (Cefas), que oferece cursos de capacitação em agroindústria. "Toda essa estrutura poderá ser utilizada para demonstrações técnicas e também pesquisas com caráter educativo para os estudantes. É uma demanda de muitos anos que finalmente conseguimos concretizar", destaca o secretário Covatti Filho.

Devido à pandemia do novo co-ronavírus, o grupo de pesquisadores e os professores da associação estão delineando um plano de trabalho que seja condizente com as restrições impostas pela atual situação. "Estamos conversando, elaborando o plano de trabalho e já pensamos em atividades online com os alunos neste primeiro momento de retorno às aulas. Assim que possível, quando for permitido, poderemos fazer as demonstrações presencialmente e propor projetos de pesquisa para os estudantes", detalha o pesquisador Alexander Cenci.

Fonte: Jornal do Comércio

Compartilhe!