ABERTURA NACIONAL DO PLANTIO DA SOJA

Fazenda de Rondônia irá plantar soja no pó nesta quarta-feira

Mesmo com solo sem umidade, previsão de chuvas nos próximos dias anima produtores da região, que irão participar da Abertura Nacional do Plantio da Soja nesta próxima quinta-feira 19

Há previsão de algumas chuvas para Vilhena desde esta quarta, 18, até sexta-feira, segundo a Somar Meteorologia. Os acumulados serão de no máximo 5 mm e não atrapalharão a Abertura Nacional do Plantio da Soja, que acontece no município nesta próxima quinta-feira, 19. Por enquanto não caiu uma gota de água sequer por lá e o solo está completamente sem umidade. Ainda assim uma fazenda da região, próxima ao local do evento, irá começar a semeadura ainda nesta quarta.

Na fazenda Independência, que deve semear seis mil hectares na safra 2019/2020, o engenheiro agrônomo Rafael Buss Back confirmou que devido ao atraso das chuvas e o receio de perder a janela ideal do plantio fará com que a soja seja plantada no pó.

“Não temos umidade suficiente no solo para germinar a soja, só que não podemos perder tempo com o atraso das chuvas, então vamos plantar na poeira, como falamos aqui. Temos a previsão de que até o fim de semana deve chover, vamos torcer pra que isso esteja correto”, diz.

A área que Back trabalha, fica bem próxima da fazenda Jaqueline, que irá receber nesta próxima quinta-feira 19, a Abertura Nacional do Plantio da Soja. Por lá os preparativos finais estão sendo feitos para receber grande público.

“O evento dá visibilidade e coloca Rondônia, cada vez mais, em um patamar agrícola de importância, para que possamos receber políticas agrícolas adequadas para atrair cada vez mais produtores para plantar por aqui. Tem muita oportunidade por aqui”, diz Masutti.

Abertura do plantio soja

Presidente da Aprosoja-RO, Juca Masutti (à esq.), e o vice, Guilherme Teodoro – Foto: Canal Rural

Expectativa

O coordenador de marketing da fazenda Masutti, Weninsgton Trevizoli, falou um pouco sobre a expectativa do evento.

Produção no estado

O estado de Rondônia ainda é considerado uma das fronteiras agrícolas mais promissoras do país. Não à toa, a área ocupada por soja cresce a uma taxa de 10% a 15% ao ano, aponta a Aprosoja-RO. E essa foi uma das principais razões para a escolha do estado para sediar pela primeira vez a Abertura Nacional do Plantio da Soja – Safra 2019/2020.

A área com a soja no estado ocupa hoje 340 mil hectares e a perspectiva para a safra 2019/2020 é de que a cultura ocupe algo em torno de 400 mil hectares, 17% a mais que a anterior. “Na safra passada o clima colaborou e colhemos uma média de até 3.600 quilos por hectare mais ou menos. Foi uma safra muito boa e poucos produtores colheram menos que isso”, diz Masutti.

O plantio por lá está autorizado desde 16 de setembro, após o fim do vazio sanitário e vai até dezembro. Já a colheita começa em janeiro e vai até o fim de maio. Mas os produtores ainda estão esperando o retorno das chuvas para iniciar a semeadura.

A produção de soja na última safra (2018/2019), foi de 1,1 milhão de toneladas e a perspectiva é que nesta safra possa subir para pelo menos 1,2 milhão de toneladas. Vale ressaltar que a apenas dez anos atrás, o estado tinha uma produção de no máximo 326 mil toneladas, ou seja 237% menor que a atual.

Por estar tão próximo a Amazônia, o estado mantém uma política de sustentabilidade para a produção de soja. “Os produtores estão atentos à legislação ambiental e os cuidados para a preservação”, conta ele.
Capital da soja

O município de Vilhena é o maior produtor de soja do estado, já que representa 10,7% da área total semeada por lá, ou seja, 42 mil hectares. A produção esperada para esta temporada é de 151 mil toneladas, 12,4% do que o estado produz.

Inscrição para a Abertura Nacional da Soja

As vagas para participar ao vivo da Abertura Nacional do Plantio da Soja são limitadas e o cadastro deve ser realizado gratuitamente através do link. Vale lembrar para quem não é do estado e pretende acompanhar a festividade, que o Canal Rural fará a transmissão do evento ao vivo e também pelo Facebook. As perguntas para os palestrantes poderão ser enviadas via Whatsapp para o número (11) 9-8524-0073

Por Daniel Popov, de São Paulo

Fonte : Canal Rural