A vez dos portos

Não é por acaso que, pela primeira vez, o porto de Rio Grande tem um estande na Expodireto. Também não é coincidência que o primeiro homenageado do troféu Personalidade Fórum Nacional da Soja, um dos mais importantes eventos da feira, seja o diretor-superintendente do porto de Rio Grande, Dirceu Silva Lopes.
Se no ano passado, em meio à seca, a irrigação foi o tema dominante na Expodireto, o assunto forte deste ano é a logística do agronegócio. Na lavoura, o produtor brasileiro é altamente competitivo, com produtividade recorde em quase todos os setores. Mas a infraestrutura logística do país – armazéns, estradas, ferrovias e portos – não acompanhou o crescimento vertiginoso da produção agrícola.
O principal ponto de estrangulamento são os portos, por onde o país exporta suas safras. Já é hora de governo e iniciativa privada se unirem para acabar com esse gargalo. A Expodireto está fazendo a sua parte.

Fonte: Zero Hora | OLHAR DO CAMPO | Irineu Guarnier Filho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *