A venda de florestas pode render R$ 1,5 bi

Em duas grandes operações independentes, Fibria e Stora Enso, duas grandes produtoras de celulose no país, poderão levantar até R$ 1,5 bilhão com a venda de florestas de eucalipto no Brasil. O Valor apurou que as áreas de plantio colocadas à venda ou em negociação pelas duas companhias somam 71 mil hectares, em diferentes Estados. O desfecho das tratativas da Fibria, que podem resultar em um negócio de até R$ 1 bilhão, deve ocorrer bem antes da venda dos ativos da Stora Enso, estimados em até R$ 500 milhões.

As negociações da Fibria estão em curso adiantado com um fundo de investimentos em participações cujo objetivo é explorar florestas de pinus e eucalipto no Brasil. O fundo está vinculado a um grupo de presença global, com ativos em diferentes setores da economia. A companhia negocia até 50 mil hectares plantados no Espírito Santo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e São Paulo, por meio de um contrato de venda e arrendamento com cláusula de recompra ("leaseback").

A Fibria tem a intenção de vender ativos não estratégicos para reduzir seu endividamento e reconquistar o grau de investimento das agências de classificação de risco de crédito.

Fonte : Valor Econômico | Stella Fontes | De São Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *