Venda de etanol hidratado cresce 44% e fatia no mercado bate recorde em maio

O preço mais vantajoso do etanol hidratado – que é usado diretamente no tanque dos veículos – em comparação ao da gasolina impulsionou as vendas do biocombustível no país em maio, de acordo com a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica). Conforme levantamento feito pela entidade, com base em números da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), a participação do etanol hidratado nas vendas de combustíveis do ciclo Otto foi de 23%, um recorde para maio. Nos últimos dois anos, essa participação era cerca de 15%.

Segundo a Unica, as vendas de etanol hidratado somaram 1,43 bilhão de litros em maio, crescimento de 44,5% ante os 991,4 milhões de litros comercializados no mesmo período do ano passado. Na mesma base de comparação, as vendas de gasolina recuaram 12,2%, caindo de 3,71 bilhões de litros para 3,26 bilhões de litros.

"Os ajustes na tributação do etanol em alguns Estados, a elevação do preço da gasolina e a maior produção do renovável pela indústria estão garantindo bons resultados de sua venda no mercado nacional", afirmou, em nota, o diretor técnico da Unica, Antonio de Padua Rodrigues.

Entre os Estados brasileiros onde houve maior aumento do consumo, a Unica destacou Minas Gerais. Em março, a alíquota do ICMS cobrado sobre o etanol hidratado foi reduzida de 19% para 14%, enquanto que a gasolina C teve a alíquota elevada de 27% para 29%. Diante desses incentivo, as vendas de etanol hidratado em Minas Gerais mais do que dobraram em maio – alta de 170% -, atingindo 142,8 milhões de litros. Minas Gerais é o quinto maior Estado consumidor de etanol do país.

Também houve crescimento do consumo nos principais Estados produtores de etanol: São Paulo, Paraná, Goiás e Mato Grosso, de acordo com o levantamento da Unica.

Fonte: Valor | Por Luiz Henrique Mendes | De São Paulo