.........

Venda de adubos cresceu 7% este ano

.........

A comercialização de fertilizantes no país no mês passado ficou praticamente estável (-0,8%) sobre agosto de 2013, e somou 3,608 milhões de toneladas, de acordo com a Associação Nacional para Difusão de Adubos (Anda). Porém, de janeiro a agosto deste ano, as entregas finais de adubos ao consumidor final cresceram 7% sobre igual período de 2013, para 19,848 milhões de toneladas. O desempenho no mês passado é explicado pela antecipação das compras desses produtos este ano.

Carlos Eduardo Florence, diretor-executivo da Associação dos Misturadores de Adubos (Ama-Brasil), estima que, com o preço estável dos fertilizantes e recuo das cotações das commodities agrícolas, é possível que haja uma redução nas entregas de adubos nos próximos meses. Assim, as vendas este ano deverão se aproximar do patamar registrado no ano passado, de 30,7 milhões de toneladas.

Conforme Florence, os produtores de milho safrinha estão pensando em fazer compras de fertilizantes mais tarde, ao contrário do que ocorreu em 2013, quando anteciparam para os últimos meses do ano a aquisição de adubos para o plantio no início do ano.

Já a produção nacional de fertilizantes nos oito primeiros meses do ano foi de 5,676 milhões de toneladas, queda de 9,2% sobre o mesmo período de 2013, conforme a Anda.

E enquanto a produção nacional de adubos cai, a importação tem aumentado para atender à demanda do país. As importações de fertilizantes intermediários, usados em diferentes formulações para a fabricação dos adubos que serão usados pelos produtores rurais, foram 7,7% superiores em agosto em relação ao mesmo mês do ano passado, totalizando 2,451 milhões de toneladas. De janeiro a agosto, as compras internacionais desses produtos subiram 13,1%, a 15,839 milhões de toneladas.

© 2000 – 2014. Todos os direitos reservados ao Valor Econômico S.A. . Verifique nossos Termos de Uso em http://www.valor.com.br/termos-de-uso. Este material não pode ser publicado, reescrito, redistribuído ou transmitido por broadcast sem autorização do Valor Econômico.
Leia mais em:

http://www.valor.com.br/agro/3698792/venda-de-adubos-cresceu-7-este-ano#ixzz3DZucWmOn

Fonte: Valor | Por Carine Ferreira | De São Paulo