.........

VAIVÉM: Sem tecnologia, cultivo de mamona se restringe a pequenas propriedades

.........

Em tempos de mão de obra cara e avanço cada vez maior da tecnologia no campo, a produção de mamona dá marcha a ré e fica restrita às pequenas propriedades.

Sem o desenvolvimento de máquinas específicas para plantio e colheita, não há cultivo intensivo e as áreas destinadas ao produto recuam. De acordo com a Conab, em 2011/12 são apenas 148 mil hectares -o menor espaço nos últimos seis anos.

No período de glória do produto, quando foi lançado pelo ex-presidente Lula como uma das fontes para o biodiesel, a mamona chegou a ocupar 215 mil hectares.

O crescimento esperado na época não veio, e a queda de área se acentua até mesmo em Estados tradicionais de cultivo como a Bahia.

Os baianos, após terem semeado 141 mil hectares em 2010/11, reduziram a área para somente 72 mil nesta safra.

Sergio Pitt, produtor de soja e de milho no oeste da Bahia, diz que até houve algumas experiências com plantio de mamona na região, mas que a "falta de um pacote tecnológico, que incluía semente e máquinas, desestimulou os produtores".

A produção de soja e de milho também foi um aprendizado na região, afirma ele. Mas o avanço tecnológico foi consistente, com aumento de área e de produtividade.

A queda na área e a menor produtividade das plantas vão fazer a safra de mamona deste ano recuar para 105 mil toneladas, 26% menos do que na anterior e 50% abaixo da registrada em 2005 -o recorde na década de 2000.

Na região centro-sul, as lavouras de mamona já ocupam apenas 6.900 hectares, segundo acompanhamento de safra da Conab.

Efeito pacote As medidas de apoio ao setor do arroz, anunciadas na terça-feira pelo governo, começaram a surtir efeito nos preços do cereal no Rio Grande do Sul.

Em alta A saca de arroz em casca chegou a ser negociada a R$ 26,50 em algumas regiões do Estado, ontem. Analistas preveem que os preços médios devam superar o valor mínimo de R$ 25,80, estabelecido pelo governo, já nos próximos dias.

Rabobank O banco vai aumentar o capital em até R$ 250 milhões para atender o crescimento do agronegócio brasileiro.

Agronegócio "Temos um compromisso de longo prazo com os produtores rurais e com as empresas da área alimentícia e do agronegócio", diz Luciano Fantin, diretor financeiro do Rabobank Brasil.

Mercado O suco de laranja manteve queda ontem em Nova York. O produto teve recuo de 9,6% nos últimos sete dias.

Austrália estima alta de 16% para o ouro neste ano

O preço do ouro deve ser cotado, em média, a US$ 1.810 por onça-troy (31,1 gramas) neste ano, estimou o órgão oficial da Austrália responsável pelo acompanhamento de commodities. O valor representa alta de 16% em relação a 2011.

As incertezas sobre a crise financeira na zona do euro, a baixa taxa de juros nos EUA, a continuidade das compras do metal pelos bancos centrais e pressões inflacionárias nos países emergentes manterão a demanda em alta.

O alto patamar de preços continuará estimulando a produção, que deve crescer 1% na Austrália neste ano, para 268 toneladas.

A Austrália é vice-líder no mercado mundial de ouro, responsável por cerca de 10% da produção, atrás da China.

Fonte: Folha | MAURO ZAFALON – mauro.zafalon@uol.com.br

Com TATIANA FREITAS