.........

Vaivém – Safra de soja de Mato Grosso deve superar anterior

.........

Plantação de soja em fazenda; safra do produto deve superar a anterior

Plantação de soja em fazenda; safra do produto deve superar a anterior

Mais opções

À medida que as colheitadeiras avançam sobre as lavouras de soja de Mato Grosso apresentam um cenário jamais esperado há algumas semanas. A colheita de soja 2015/16 deverá superar a da safra anterior.

Os produtores das regiões oeste, centro-sul e sudeste do Estado vêm obtendo uma produtividade bem acima da que esperavam.

Algumas áreas, inclusive, vão obter a maior produtividade da história.

Essas avaliações levam em consideração o relato de produção dos produtores dessas regiões. O Imea (Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária), órgão que faz um acompanhamento da produção no Estado, ainda não tem os novos números disponíveis, o que deverá fazer na última semana do mês.

Apesar da boa produtividade nessas regiões, os produtores do médio norte e norte do Estado continuam tendo baixa de produtividade, devido a problemas climáticos.

Prevista no último relatório do Imea em 27,8 milhões de toneladas, a produção de soja desta safra poderá superar os 28,1 milhões de 2014/15. Se isso ocorrer, o Estado continuará quebrando recordes de produção.

A quebra de safra estimada inicialmente ocorreu devido à avaliação de uma produtividade média de 50,37 sacas por hectare, 3% menos do que na safra anterior.

Já a área semeada subiu 2%, somando 9,2 milhões de hectares, segundo levantamento do Imea.

O acompanhamento semanal mais recente do órgão constatou que a produtividade ponderada apresentou avanço considerável, com média estadual de 52,6 sacas por hectare.

Apesar de produtividade menor nas regiões nordeste e médio-norte, a média estadual ponderada com os 25% colhidos vem superando a safra passada.

A aceleração da produtividade ocorreu porque a colheita se deu em áreas de boa produtividade e em condições climáticas ideais de colheita. Nas próximas semanas, as colheitadeiras poderão não encontrar áreas tão produtivas.

Por Mauro Zafalon

Vaivém das Commodities

Mauro Zafalon é jornalista e, em duas passagens pelaFolha, soma mais de 38 anos de jornal. Escreve sobre commodities e pecuária. Escreve de terça a sábado.

Fonte : Folha

*