Vaivém – Produção de açúcar sobe 8% no ano

Maquina colhedora corta cana durante colheita mecanizada no interior de São Paulo

Maquina colhedora corta cana durante colheita mecanizada no interior de São Paulo

Mais opções

A moagem de cana deverá atingir 625 milhões de toneladas na safra 2016/17 no centro-sul. Se concretizado, o volume vai superar em 1% o de 2015/16 –também previsão.

Os dados são da consultoria Datagro, que indica uma produção de açúcar de 33,8 milhões de toneladas para a próxima safra, 8% mais do que as estimativas para a safra atual.

A produção de etanol tem pouca alteração em 2016/17. O volume recua para 28,1 bilhões de litros no centro-sul (18,3 bilhões do hidratado). Em 2015, foram 28,4 bilhões.

Já as exportações brasileiras de açúcar deverão subir para 25,5 milhões de toneladas na próxima safra, ante 23 milhões nesta.

Esse aumento decorre de maior demanda mundial. A Datagro estima que o consumo mundial de açúcar cresça 1,8% na safra 2015/16 e volte a subir 1,7% na safra que se inicia em abril.

O consumo de etanol, que atingiu recorde em 2015, foi de 28,8 bilhões de litros –17,9 bilhões de etanol hidratado.

Essa evolução ocorre mesmo com alta nos preços. Pesquisa da Datagro registrou R$ 1,4 por litro nas usinas em fevereiro de 2015. Neste mês, o valor é de R$ 1,9.

Minas Gerais e Goiás foram decisivos para o aumento do consumo de hidratado, devido a uma alteração na tributação. Os mineiros, que haviam consumido 700 milhões de litros de etanol hidratado em 2014, utilizaram 1,8 bilhão de litros em 2015.

No mesmo período, em Goiás, o consumo de hidratado subiu de 900 milhões para 1,2 bilhão no ano passado.

EU TÊM MENOS FAZENDAS, MAS MAIORES

O número de propriedades agrícolas encolhe nos Estados Unidos, mas o tamanho delas aumenta. Dados do Usda (Departamento de Agricultura dos EUA) apontam que o país tem 2,07 milhões de propriedades agrícolas, 5% menos dos que os 2,18 milhões de 2008.

Já o tamanho delas cresce. Em 2008, elas tinham, em média, 170 hectares. No ano passado, devido a uma maior concentração, somavam 180 hectares, em média.

A área utilizada pela agropecuária caiu 0,54% no período, para 369 milhões de hectares, segundo o Usda.

EXPORTAÇÃO DO AGRONEGÓCIO MANTÉM RITMO ACELERADO

A balança comercial do agronegócio mantém ritmo forte neste mês. A Secex (Secretaria de Comércio Exterior) indica que as vendas externas de milho já superam 4 milhões de toneladas e, mantido o ritmo, deverão ficar próximas de 6,5 milhões no mês.

As carnes também têm desempenho bom. Os números de exportações já registram 71 mil toneladas de carne bovina "in natura".

Durante todo o mês de fevereiro de 2015, as exportações totais dessa proteína somaram 76 mil toneladas. Nesse ritmo, as vendas externas de carne bovina poderão atingir 105 mil toneladas no mês.

As vendas externas de carne de frango somam 203 mil toneladas nas três primeiras semanas, ante total de 268 mil em fevereiro do ano passado. No mesmo período, as de suíno somam 32 mil toneladas e já superam as 22 mil de fevereiro de 2015.

Eduardo Knapp/Folhapress

Por Mauro Zafalon

Vaivém das Commodities

Mauro Zafalon é jornalista e, em duas passagens pelaFolha, soma mais de 38 anos de jornal. Escreve sobre commodities e pecuária. Escreve de terça a sábado.

Fonte : Folha