.........

Tyson ‘reforça’ chances de IPO da Keystone

.........

A venda da americana AdvancePierre Foods à Tyson Foods, maior empresa de carnes dos Estados Unidos, é positiva para a pretensão da brasileira Marfrig Global Foods de abrir o capital da subsidiária Keystone nos EUA, avaliou o Bradesco BBI. A aquisição da AdvancePierre foi anunciada ontem pela Tyson, por US$ 4,2 bilhões – o valor inclui US$ 1,1 bilhão em assunção de dívidas.

Em relatório assinado pelo analista Gabriel Lima, o banco de investimentos destacou o "forte" desempenho do setor de food service e o prêmio pago pela Tyson para adquirir a AdvancePierre. A transação de US$ 4,2 bilhões representa um múltiplo (relação entre valor empresarial e Ebitda em doze meses) de 15 vezes, conforme o Bradesco.

"Grande notícia em um bom momento para a Marfrig", apontou o banco. Ontem, as ações da Marfrig registraram forte alta de 6,5% na B3 (Ex-BM&FBovespa). Foi a maior valorização entre os papéis que compõem o Ibovespa. O índice subiu de 1,18%.

Assim como a AdvancePierre, a Keystone é uma empresa especializada no fornecimento de carnes para o segmento de food service. A Keystone é uma das maiores fornecedoras mundiais do McDonald’s. Além de ter base nos EUA, a Keystone possui forte atuação na China.

Nesse sentido, o analista do Bradesco entende que o valor pago pela AdvancePierre "sinaliza" uma "forte avaliação" também para a Keystone. Segundo o Bradesco, se o IPO da Keystone for feito a um múltiplo de 10 vezes – portanto, abaixo do valor da compra da AdvancePierre -, seria uma valorização de 70% em relação à Marfrig.

Conforme o Valor já informou, o segundo semestre é um prazo considerado factível para o IPO. Em um eventual IPO no qual a Keystone seja avaliara a um múltiplo ao redor de dez vezes, a Keystone poderia obter entre US$ 800 milhões e US$ 1 bilhão, caso a Marfrig venda de 25% a 30% da subsidiária.

(Luiz Henrique Mendes e Fernanda Pressinott | De São Paulo)

Por Luiz Henrique Mendes e Fernanda Pressinott | De São Paulo

Fonte : Valor