.........

Susaf começa cadastro em novembro

.........

25 produtores familiares estão vendendo na Praça da Matriz até hoje<br /><b>Crédito: </b> MAURO SCHAEFER

25 produtores familiares estão vendendo na Praça da Matriz até hoje
Crédito: MAURO SCHAEFER

Com a assinatura do decreto que cria o Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial Familiar, Artesanal e de Pequeno Porte (Susaf-RS), ontem, no Palácio Piratini, na Capital, as cerca de 7 mil agroindústrias na informalidade devem ingressar no sistema. Hoje, apenas 600 estão regularizadas. O próximo passo será nomear um conselho gestor para definir detalhes do sistema, que deve iniciar o cadastramento em novembro. Com o selo do Susaf, as empresas poderão vender em todo o Estado. Para participar, a cidade precisa ter Sistema de Inspeção Municipal (SIM), condição atual de 290 municípios. Conforme o autor da lei do Susaf, deputado Edegar Pretto, assim será possível dobrar a geração de receita, hoje de R$ 50 milhões anuais. Uma feira foi montada em frente ao Piratini para comemorar a conquista dos agricultores.
O governador Tarso Genro ressaltou a importância da abertura, que gera perspectivas para os 470 mil agricultores familiares gaúchos. O secretário de Desenvolvimento Rural, Ivar Pavan, observou que além do fomento à venda, o sistema garante inspeção sanitária dos produtos.
Como participar
– O município que possui o Sistema de Inspeção Municipal (SIM) deve solicitar a sua adesão ao Susaf-RS diretamente na Secretaria de Agricultura, a quem caberá a auditoria no local para autorização. A partir daí, o SIM fará o cadastro agroindustrial, permitindo a venda além dos limites municipais.

Fonte: Correio do Povo