.........

Sucessão rural é tema de palestra no Rio Grande do Sul

.........

Sucessão rural é tema de palestra no Rio Grande do Sul

Foto: Rafael Carvalho/MDA

A vontade de dar continuidade ao negócio da família acompanha Ioran Costi há cinco anos. Na época, com 13 anos, o primogênito da família Costi começava a aprender com o pai, Cláudio, em Garibaldi (RS), lições sobre a produção de uva. A dificuldade imposta pelo relevo da região dificultava o cultivo da fruta, mas a família nunca desistiu daquele que foi e será por um bom tempo o ganha-pão dos Costi.

As parreiras cuidadas por Cláudio e Ioran estão na Serra Gaúcha, numa propriedade de quase 10 hectares. No local, além dos dois, vivem ainda a mãe, os avós e o irmão mais novo de Ioran, a quem ele pretende ensinar o que aprendeu com o pai. “Eles possuem uma expectativa muito grande, colocam uma responsabilidade boa em mim. Sou só eu, né?! Se eles não acreditarem, ninguém vai acreditar”, brinca, aos risos, o rapaz.

Hoje com 18 anos, Ioran continua tendo aulas com o experiente Cláudio. Agora, o filho vai com o pai para as feiras de agricultura familiar, representando a Cooperativa de Produtores Ecologistas de Garibaldi (Coopeg), para aprender a arte de conquistar o cliente. “Ajudo meu pai como posso e pretendo continuar assim. Claro que quero estudar para desenvolver melhor nossos produtos, mas não quero sair do campo”, conta o jovem.

Eles já participaram de feiras em São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro e no Rio Grande do Sul. Os sucos, vinhos, espumantes e potes de doces são os principais itens da Coopeg – todos produzidos com produtos orgânicos. “Dá um trabalhão, mas acabam sendo frutos de maior qualidade. O comprador gosta de saber que produzimos sem uso de fertilizantes”, garante Ioran.

Coopeg

Fundada por Cláudio Costi, a Coopeg está no mercado de vinhos e sucos desde 1999. Em 2008, a cooperativa expandiu suas atividades e diversificou a produção, passando a oferecer também hortifrutigranjeiros orgânicos, com ampla variedade de produtos. Mais recentemente, se inseriu também na área de turismo rural e recebe, anualmente, visitas de mais de 20 grupos de outros municípios, estados e países, que chegam para conhecer as experiências em cooperativismo e produção orgânica.

Sucessão Rural

No último sábado (27), o ministro do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas, participou e palestrou no Primeiro Luau de Jovens do Meio Rural: Sucessão e Permanência do Jovem no Campo, em Antônio Prado (RS).

Durante seu discurso, o ministro lembrou que a diminuição da dificuldade no trabalho estimula a permanência do jovem no campo. “Quando a gente vê que há agroindustrialização e mecanização na propriedade rural, existe a certeza que isso incentiva a permanência do jovem no meio rural, dando sequência a agricultura familiar”, assegurou Pepe Vargas.

Fonte: MDA