SOJA – ARRECADAÇÃO – Grãos devem gerar R$ 14 bilhões no Pará em 2026, diz governador

Durante encontro que debateu o futuro do estado, Simão Jatene projetou o crescimento da produção agrícola paraense

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Pará quer aumentar capacidade de portos e melhorar logística
O governador do Pará, Simão Jatene, afirma que a produção de milho e soja no estado pode movimentar de R$ 9,4 bilhões a R$ 14 bilhões em 2026. Antes disso, em 2022, o faturamento com estes produtos deve alcançar entre R$ 6,8 bilhões e R$ 10 bilhões. A análise foi feita durante o debate “Pará 2030 – Um mundo de oportunidades”.

Em 2013, soja e milho resultaram em receita de R$ 1 bilhão para os produtores do Pará, de acordo com dados apresentados por Jatene. A expansão da produção das duas commodities vai ocorrer, segundo o governador, em áreas de pasto abandonado e de vegetação secundária (não floresta).

De acordo com o governo do estado, o número de propriedades com Cadastro Ambiental Rural (CAR) aumentou de 20 mil em 2010 para 150 mil em 2015. Estas propriedades representam aproximadamente 70% da área do Pará ainda sem o cadastro. A maior parte do território paraense, cerca de 70%, corresponde a florestas, muitas delas protegidas e classificadas em alguma categoria de área de preservação.

"Fizemos uma campanha mostrando que o cadastro não é um dever do proprietário, mas um direito; uma forma de ele mostrar ao estado que existe e quer ser visto", afirmou Jatene.

Boa parte dos imóveis cadastrados até o momento é de grandes propriedades. A partir de agora, o governo do Pará deve intensificar a campanha junto aos pequenos proprietários.

Fernanda Farias/Canal Rural

Fonte: Canal Rural