.........

Sindicância da Fepagro em aberto

.........

Anunciada em março, a sindicância para apurar ações envolvendo os diretores presidente da Fundação Estadual de Pesquisa Agropecuária (Fepagro), Danilo Rheinheimer dos Santos, e administrativo, Felipe Ortiz, segue sem conclusão. Após ser prorrogada e ter a conclusão prevista para 30 de junho, a sindicância teve o relatório entregue há três semanas ao secretário da Agricultura, Luiz Fernando Mainardi, que ainda não se pronunciou. A presidente da Associação do Quadro de Funcionários da Fepagro (Asffe), Valesca Gomes, diz que tem acompanhado o Diário Oficial, diariamente, à espera de um posicionamento. Segundo ela, após a audiência pública realizada pela Comissão da Agricultura da Assembleia Legislativa, em 13 de junho, nada aconteceu. "A sindicância seguiu o processo, e mais funcionários foram ouvidos."
As reclamações envolvem a falta de condições de trabalho e supostas irregularidades no uso de dinheiro público repassado pelos governos estadual e federal. Conforme a Asffe, o discurso dos diretores seria depreciativo, atingindo vários níveis de funcionários. Também teria sido negada a gratificação de permanência a servidores mais antigos e vetado aos novos assumirem em locais para onde foram designados em concurso, e pesquisadores teriam dificuldades para viajar e acompanhar seu trabalho.

Fonte: Correio do Povo