.........

Setor florestal prepara cadeia produtiva para feira de negócios

.........

 

ANA PAULA APRATO/ARQUIVO/JC

Estado conta com 41 mil produtores de acácias, pinus e eucaliptos

Estado conta com 41 mil produtores de acácias, pinus e eucaliptos

A expectativa é de que pelo menos 10 mil pessoas visitem a cidade de Nova Prata, na Serra Gaúcha, entre os dias 11 e 15 de maio de 2015, para o 12° Congresso Florestal Estadual do Rio Grande do Sul. O evento promovido neste ano pela Associação Gaúcha de Empresas Florestais (Ageflor) é voltado a estudantes, pesquisadores e técnicos, além de representantes da cadeia produtiva de base florestal e de produção de florestas. Para prospectar vendas aos fornecedores e prestadores de serviços florestais do setor, ocorrerá, em paralelo ao evento – de 12 a 14 de maio –, a 5ª Feira da Floresta, com cerca de 90 expositores de máquinas, equipamentos e insumos para florestas.
Contando com 41 mil produtores, a grande maioria de acácia – sendo os demais responsáveis pelo plantio de pinos e eucalipto – o Estado tem atualmente 400 municípios com pelo menos 450 mil hectares de florestas plantadas. De acordo com o organizador da feira de negócios, Roque Justen, um dos desafios lançados aos participantes do evento, que ocorria tradicionalmente em Gramado, será apresentar produtos sustentáveis e com tecnologia avançada, que permita o uso de máquinas em minifúndios. “Acreditamos que novas indústrias busquem oportunidade de se apresentar a pequenos e médios proprietários rurais, que sofrem com a falta de mão de obra.” No espaço da feira, ainda devem ocorrer o 1º Fórum Sulbrasileiro de Engenharia Florestal, o 3º Ciclo de Palestras para Produtores Rurais, além da entrega do Prêmio Mérito Florestal Ageflor.
O tema do congresso deste ano será Floresta e Sociedade. “Este é um assunto especial, porque boa parte da população se transferiu do meio rural para as cidades, e é preciso melhorar as relações, principalmente na forma de manejo de florestas urbanas”, afirma o engenheiro florestal e organizador do Congresso, Doádi Antônio Brena. “Este evento mostra à sociedade que a atividade florestal é sustentável nos processos de produção e cuida da questão ambiental, promovendo desenvolvimento econômico e inclusão social na cadeia produtiva”, argumenta o presidente da Ageflor, João Fernando Borges. Esta é a primeira vez que a entidade trabalha como promotora do congresso, que ocorre há 47 anos no município serrano. O lançamento ocorreu na manhã de ontem, no Ritter Hotel e contou com a presença do Comitê da Indústria de Base Florestal da Fiergs.
Com 124 mil habitantes, Nova Prata é um dos municípios com maior número de árvores plantadas em meio urbano, segundo o prefeito, Volnei Minozzo. “Queremos que todos os visitantes da cidade desfrutem de nossa natureza, que inclui ainda um dos mais belos parques de águas termais da região”, destaca o gestor. Segundo ele, para o município, a presença do congresso, e agora da feira de negócios voltados ao setor da cadeia produtiva de florestas, “é um incentivo à população local, para que cada vez mais as pessoas valorizarem a preservação do meio ambiente”.

Fonte: Jornal do Comércio |

Adriana Lampert