.........

Seminário de Inovação na Agricultura Familiar no Rio Grande do Sul

.........

Começa hoje (28) e vai até o dia 30 de março o Seminário de Inovação na Agricultura Familiar no Brasil, uma ação inédita no país, organizada pelo Programa Cooperativo para el Desarrollo Tecnológico Agroalimentario y Agroindustrial del Cone Sur (Procisur), da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead) e com a participação de várias unidades de pesquisa da Embrapa.

O evento, sediado pela Embrapa Clima Temperado (Pelotas, RS), pretende acompanhar e integrar as ações da agenda de trabalho programadas no Plano Nacional de Inovação e Sustentabilidade. Um dos diferenciais do seminário está na sua formatação, já que serão apresentadas práticas relativas à formação e capacitação de agentes multiplicadores, bem como de intercâmbio de conhecimentos que originaram as inovações à agricultura familiar nas cinco grandes regiões do Brasil. "Na Região Sul foram executadas várias atividades do Plano de Inovação como as oficinas de multiplicadores e o lançamento e incorporação de novas tecnologias nos sistemas produtivos da agricultura familiar. Realizamos a capacitação de mais de cinco mil agricultores no Centro de Capacitação do Agricultor Familiar (CECAF), nas dependência da Embrapa", explica o chefe da Área de Transferência de Tecnologia, João Carlos Costa Gomes, unidade que sediará o evento.  "Outro aspecto fundamental será a possibilidade de se articular redes sóciotécnicas e aprimorar a relação ensino-pesquisa-extensão-agricultores", considera o coordenador do evento, Daniel Aquini, da Embrapa Clima Temperado. Na ocasião, será debatido a implementação de políticas públicas que possam atender melhor aos diversos públicos da agricultura familiar.

A programação vai abordar aspectos sobre teoria e prática da Inovação na Agricultura Familiar, Experiências de Inovação na Agricultura Familiar e proporcionar um momento para dialogar e pactuar conceitos e metodologias na Inovação na Agricultura Familiar. O diretor-executivo de Transferência de Tecnologias da Embrapa, Waldyr Stumpf Júnior, vai acompanhar o evento, que se realiza na Estação Experimental Cascata, da Unidade de pesquisas, em Pelotas. Essa base física é uma das únicas estruturas da empresa que centraliza o desenvolvimento de tecnologias de base ecológica e sustentáveis voltadas aos agricultores familiares.

A atividade pretende reunir mais de 80 visitantes de outras localidades da Embrapa no país. Trazem também contribuições os representantes da Associação Brasileira de Agroecologia (ABA), da Confederação Nacional dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares (CONTAG), do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif), da Emater/RS-Ascar, da Rede Ecovida de Agroecologia, do Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA) e das Universidades Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e Universidade de Brasília (UnB). 

O Plano Nacional

A importância do Plano Nacional de Inovação e Sustentabilidade está na possibilidade do aumento da produtividade, melhoria da qualidade dos alimentos e da própria qualidade de vida dos produtores familiares. É fundamental para os agricultores familiares o acesso aos novos conhecimentos e tecnologias, que podem potencializar as práticas agroecológicas dos agricultores familiares e melhorar substancialmente a qualidade dos alimentos consumidos pela população.

O Plano também busca a ação integrada para intensificar as inovações na agricultura familiar, de forma que esses serviços sejam complementares e consigam soluções tecnológicas apropriadas à diversidade e às condições específicas da agricultura familiar nas diferentes regiões do país.

Transmissão ao vivo

Os interessados em acompanhar a discussão poderão ter acesso a programação do seminário através da transmissão ao vivo pela página do Facebook da Embrapa Clima Temperado.

Fonte: Cristiane Betemps / Embrapa Clima Temperado 
clima-temperado.imprensa@embrapa.br

Fonte : MDA