.........

Russos vão inspecionar oito frigoríficos no Estado

.........

Uma reunião entre os principais secretários do Ministério da Agricultura definiu ontem à tarde o roteiro da visita russa a frigoríficos brasileiros. No Rio Grande do Sul, oito plantas deverão ser vistoriadas.
Segundo o superintendente do Ministério da Agricultura no Estado, Francisco Signor, o roteiro ainda poderá ter modificações, já que o documento será enviado ao Ministério da Agricultura da Rússia, para que seja aprovado. A comitiva irá avaliar as condições sanitárias e deve chegar ao Estado na noite da próxima segunda-feira. A previsão é de que fiquem até 2 de agosto. Nesse período, irão observar o abate de suínos, bovinos, aves e equinos.
– É uma previsão inicial. Pelo que temos até o momento, serão oito frigoríficos vistoriados – afirma Signor.
A missão é vista como válvula de escape para o produtor de suínos, já que o embargo russo, imposto em junho do ano passado a Rio Grande do Sul, Paraná e Mato Grosso, é uma das causas da crise vivida pelo setor no Estado. O país era o destino de 70% da produção gaúcha.
– É o que compra os melhores cortes e paga mais. Outros mercados tiveram de ser encontrados, mas compram menos e exigem maior logística, o que aumenta o custo – explica o diretor executivo do Sindicato das Indústrias de Produtos Suínos do Estado, Rogério Kerber.
Para o presidente da Associação dos Criadores de Suínos do Rio Grande do Sul, Valdecir Folador, a reabertura do mercado russo seria uma forma de diminuir a pressão sobre os preços.
roberto.witter@zerohora.com.br

ROBERTO WITTER

O roteiro

– Frigorífico Marfrig, abate de bovinos, Alegrete

– Frigorífico Floresta, abate de equinos, São Gabriel

– Frigorífico Silva, abate de bovinos, Santa Maria

– Brasil Foods, abate de suínos, Lajeado

– Brasil Foods, abate de aves, Lajeado

– Frigorífico Frinal, abate de aves, Garibaldi

– Frigorífico Alibem, abate de suínos, Santa Rosa

– Frigorífico Alibem, abate de suínos, Santo Ângelo

Fonte: Fonte: Superintendência Federal de Agricultura no Rio Grande do Sul

Fonte: Zero Hora