.........

RURAL NOTÍCIASNOTÍCIASTRIGO – CULTURAS DE INVERNO – Trigo: baixa rentabilidade desestimula plantio em São Paulo

.........

Fonte:Pixabay

Muitos produtores resolveram diminuir a área plantada e já há quem esteja trocando o grão pela aveia

É época de plantio de trigo em São Paulo, mas a baixa remuneração do grão está desestimulando os produtores. Muitos vão reduzir a área semeada, e, na região de Itapetininga, alguns agricultores resolveram trocar o trigo pela aveia.
O produtor rural Valdir Maschetta costuma cultivar trigo em rotação com soja, para recuperar o solo. No entanto, por conta dos baixos preços do cereal, ele reduziu o plantio de inverno em 25%, em relação ao ano passado. No lugar do trigo, plantou milho.

Maschetta conta que, na última colheita, esperava receber ao menos R$ 50 por saca de trigo. O preço, no entanto, não passou de R$ 40. Ele, porém, não considera o milho como uma opção muito mais vantajosa. “O custo está muito alto e a gente está investindo bastante. Não acho que vai ter retorno, acho que vai empatar”, diz.

A situação do produtor reflete uma tendência geral na região de Itapetininga. Em média, houve redução de 30% da área de trigo, segundo a Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (Cati) do município, que levantou ainda que a aveia tem sido a alternativa para muitos agricultores que abondaram o cultivo.

De acordo com o engenheiro agrônomo da Cati Edegar Petisco, houve aumento na procura de sementes de aveia porque os produtores não querem deixar o terreno descoberto. “Ele planta aveia apenas para fazer adubação verde ou cobertura morta. De certa forma, essa foi a maior tendência deste ano, com aumento na área de milho e também na de aveia”, afirma.

Apesar da redução de área plantada, a produtividade do trigo de São Paulo cresce de forma expressiva. Segundo a câmara setorial do grão, nos últimos quatro anos a alta chega a 200%, impulsionada pela maior utilização de tecnologias no campo. A expectativa é produzir neste ano 270 mil toneladas do cereal no estado, já que o clima está favorável para o desenvolvimento das lavouras.

A região de Itapetininga tem inverno frio e úmido, permitindo que o trigo seja plantado mesmo sem uso de irrigação, afirma Petisco. "É claro que as altas produtividades são obtidas nas áreas irrigadas, mas essas características de clima fazem com que o agricultor não possa plantar a safrinha num período maior. Quando vai chegando perto do começo do inverno, ele tem que se dedicar apenas ao plantio do trigo", diz o agrônomo.

  • Carolina Guedes, de Itapetininga (SP)
  • Fonte : Canal Rural